Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Capa de revista - Monica Bellucci

Sábado, 23.11.13

 

 

Que dizer sobre Monica Bellucci? Que vai para além dos padrões mais exigentes sobre a beleza feminina? Que personifica na perfeição o conceito de mulherão? Eu diria que esta mulher só poderia ser italiana e que, apesar de estar a uma casa de fazer 50 anos, este maravilhoso exemplar do estupidamente chamado sexo fraco nunca envelhece. Mais interessante, por trás desta mulher hiperbolicamente sensual está uma pessoa com um cérebro também ele atraente. Pelo meio das habituais relevantes declarações feitas às Vanity Fair, às GQ e às revistas Elle deste mundo, Monica afirmou que, após o amor feito, o homem dorme e a mulher reflecte. Esta simples asserção resume toda uma ideia feita (e tragicamente verdadeira) sobre a bestialidade que habita os homens. Monica defende também que a beleza, a beleza que por exemplo ela ostenta, apenas se torna em algo vivo e interessante se for habitada. Não podia concordar mais e a Mónica é a prova viva de que isso é mesmo assim. Sobre o que é ser actriz, sobre o que significa actuar num palco ou numa tela de cinema, Monica atesta que "Acting is not words. Holly Hunter didn`t speak in The Piano (1993) and she won an Oscar". Não podia concordar mais contigo, Monica, por mim estavas cravejada de óscares sem nunca teres balbuciado uma palavra. É cá uma ideia minha, não leves a mal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 08:40


1 comentário

De Carlos Azevedo a 24.11.2013 às 23:35

Tu não brincas em serviço! :-)

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog