Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Teatro de Sabbath (pérola 2) - A doença mais desejada

Sexta-feira, 23.01.09

 

"Propõe-se que a felicidade seja classificada como perturbação psiquiátrica e incluída em futuras edições dos manuais de diagnóstico especializados sob a nova designação de: importante perturbação afectiva, do tipo agradável. Numa resenha da literatura relevante está demonstrado que a felicidade é estatisticamente anormal, consiste num discreto aglomerado de sintomas. Está associada a uma ordem de anomalias cognitivas e provavelmente reflecte o funcionamento anormal do sistema nervoso central. Persiste uma possível objecção a esta proposta: a de que a felicidade não é avaliada negativamente. No entanto, esta objecção é rejeitada como sendo cientificamente irrelevante."
 
No contexto do livro esta definição é referida como constando de uma publicação científica. Tenho dúvidas que na realidade assim o seja e também não tentei confirmar a veracidade da coisa. Mas o que realmente me interessa é divagar sobre o fulcro da questão em análise: é a felicidade uma anormalidade nos dias que correm?
Se não é, a malta disfarça muito mal. Em todo o lado nos cruzamos com semblantes pesados, caras fechadas, zombies que se arrastam diariamente como que por obrigação, como se o peso do mundo lhes fosse insuportável.
 
Os que mais me mexem com os nervos são aqueles que têm tudo para ser felizes e, por mais que tenham, parece que cada vez mais mergulham na trampa de vida que julgam ter-lhes sido irremediavelmente traçada pelo destino. Foda-se, aprendam a ser felizes, libertem-se das grilhetas que vos prendem os sorrisos!
 
Bom, felizmente há o bolaseletras para dar uma ajudinha na árdua tarefa. Descansem, o que se segue é fácil, barato, e pode realmente fazer-vos felizes:
 
Os 10 Mandamentos do bolaseletras para uma vida feliz:
 
1. Não fujas da vida. Se fugires, vive ao menos essa evasão.
2. Se encontrares a mulher da tua vida, não a deixes fugir, não a largues por nada, não cedas à ilusão de facilidade que uma vida sem compromissos parece apresentar. Mais certo que a morte só isto: se a perderes, nunca mais a felicidade se cruzará no teu caminho.
3. Se não encontrares a mulher da tua vida deixa fugir todas as outras. Se te quiseres iludir com o conforto que é não estar sozinho, a felicidade que apregoas será uma máscara para o mundo e não uma fogueira que arde no teu peito.
4. Procura fugir às acções motivadas por simples obrigações sociais ou morais que contrariam a tua vontade ou convicções. Sempre que agimos contra nós próprios estamos a afundar-nos em graus progressivos de infelicidade. Atenção, tudo com conta peso e medida. Infelizmente, não convém levar a coisa ao extremo e passar os dias na cama a faltar ao emprego ou nunca mais ir visitar a sogra ao Domingo.
5. Nunca, mas nunca troques de clube. A fidelidade clubística é a prova decisiva de que mereces ser feliz. Claro, a não ser que sejas lampião, pois essa sim, é a condenação eterna ao estado de permanente infelicidade.
6. Se o livro que estás a ler é uma bela merda, não insistas, não destruas o prazer da leitura por teimosia. Ou o escritor é ele próprio uma merda, ou então é muito bom mas, como todos nós, tem direito, pelo menos uma vez na vida, a meter a pata na poça à grande.
7. Vive do trabalho mas não para o trabalho. Nunca confundas a obra prima do mestre com a prima do mestre de obras.
8. Mantém os amigos de infância. Esses são aqueles que escolheste no mais puro estado de inocência. Podem ser uns filhos da puta, desiquilibrados, tarados, inúteis, chatos, salafrários, mas são os teus amigos de infância.
9. Sorri a alguém nem que seja só uma vez no dia, mesmo que seja o dia mais fodido que tiveste nos últimos anos.
10. Não sofras demasiado. Lembra-te que se este mundo fosse feito de gente sincera, em todas as nossas lápides deveria estar a seguinte mensagem para a posteridade: foram mais as que quis dar do que as que dei. Portanto, deixa lá isso, para a próxima correrá melhor.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:14


6 comentários

De Diogo a 23.01.2009 às 23:42

Tás a disfarçar a roubalheira que hoje teve lugar no estádio do restelo com esta conversa de tanga?

De bolaseletras a 23.01.2009 às 23:44

Eu a tentar ajudar os meus amigos lampiões a caminharem em direcção à luz da felicidade, e eles continuam a confundir a luz com o barraco no fundo da 2.ª circular...

De Diogo a 24.01.2009 às 10:26

A OPINIÃO DOS ESPECIALISTAS (O Jogo 24/01/2009)

28' Após cruzamento, Yebda cai na área do Belenenses. Existe motivo para grande penalidade?
Jorge Coroado - A bola já estava em jogo e Yebda foi agarrado e derrubado pelo jogador do Belenenses. Falta para grande penalidade que passou sem o devido julgamento.
Rosa Santos - Existe, de facto, grande penalidade que o árbitro não assinalou. Yebda é agarrado na área pelo jogador do Belenenses, pelo que ficou um castigo máximo por marcar.
António Rola - Sim. Yebda, aquando do cruzamento, foi agarrado pelo pescoço e derrubado na área pelo jogador do Belenenses. Dado que foi cometida a falta na área de grande penalidade, ficou um castigo máximo por marcar a favor do Benfica.

90'+4' Suazo é carregado por Carciano? Em caso afirmativo, foi dentro ou fora da área?
Jorge Coroado - Carciano começou por agarrar Suazo no exterior da área, largando-o só no interior da mesma. A grande penalidade impunha-se.
Rosa Santos - Suazo é agarrado pelo jogador do Belenenses em cima da linha de grande área, pelo que o árbitro deveria ter assinalado falta para castigo máximo.
António Rola - Suazo foi nitidamente agarrado pelo jogador do Belenenses mas fora da área de grande penalidade. Ficou por sancionar um livre directo contra o Belenenses.

De bolaseletras a 24.01.2009 às 11:14

Didas,

O post de cima é que é sobre futebol. Devias abrir os teus horizontes para outras temáticas. A vida não são só bolas, também tem letras.

De Diogo a 25.01.2009 às 02:44

Com aquela prima do Suazo vestida de cor-de-rosa pensei que estavas outra vez a atacar o Glorioso!

De bolaseletras a 25.01.2009 às 13:17

eheheheheheh

estiveste bem.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog