Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O trigo, o joio e um bom punhado de grãos de café

Sexta-feira, 23.03.18

 

qd precisamos de um café duplo.jpg

 

Há dias assim. O cansaço acumula-se, a energia soçobra perante a montanha de tarefas inacabadas, envoltas na desconfiança de que andamos a fazer muitas coisinhas mas nada de realmente importante. Não conseguimos separar o trigo do joio porque não nos damos, não nos dão, ou não fica bem tirar algum tempo para nos focarmos nas prioridades, no que vai ter impacto, no que tem potencial para mudar algo para melhor. Saia um café duplo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:24

A cabana é fácil

Quinta-feira, 15.03.18

 

havana.jpg

 

Havana, 1994, Peter Ginter eterniza um casal que dança felicidade no hall de um hotel decrépito. O amor e uma cabana, meus senhores, o amor e uma cabana.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:07

Numa pequena e delicada caixa

Terça-feira, 13.03.18

  

bela e triste.jpg

 

Tudo o que se apoderava dela naqueles momentos era de uma força incomensurável e, contudo, cabia numa pequena e delicada caixa. Os momentos de êxtase, o toque mágico, como se os dedos fossem uma continuação dos seus nervos e assim a fizessem sentir, vibrar, enlouquecer muito para além do seu corpo, do mundo que julgava conhecer. Num outro universo residiam as sensações inigualáveis, o amor que nunca sonhara existir, a sintonia de dois seres tão diferentes, mas que tocavam nas mesmas cordas um do outro, que produziam os mesmos acordes, como que um canto de sereia de outro mundo. Na pequena e delicada caixa que escondia no seu peito viviam agora as memórias que a faziam viver e sofrer. Não era fácil viver assim, mas preferia uma centelha dessas memórias a todas as vidas que a vida tinha ainda para lhe dar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:23

Rangel Trindade, o homem que sonhava viver duas vezes

Segunda-feira, 12.03.18

  

relax.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:41

Lake, Veronika Lake

Quarta-feira, 07.03.18

  

veronika lake.jpg

 

"Hollywood gives a young girl the aura of one giant, self-contained orgy farm, its inhabitants dedicated to crawling into every pair of pants they can find"

 

Em 1971 a diva Veronika Lake descrevia assim o clima que pairava sobre Hollywood. Depreendemos que por detrás da cortina destas palavras o assédio sexual fosse parte integrante dessa quinta orgiástica que Veronica descreve. Seria assim com o assédio sexual no mundo das artes, seria assim certamente com o fenómeno do bullying nas escolas. Há 30 anos atrás, era eu um jovem pré-adolescente, já o bullying existia nas escolas, nos grupos de miúdos que então brincavam à solta nas ruas dos Olivais, em todo o lado. Arrisco-me a dizer que esse triste mas real fenómeno era até mais intenso e gravoso do que nos dias de hoje, onde a propagação de imagens, histórias, notícias e afins tornam tudo bem mais próximo e grave. Quanto ao assédio sexual no cinema, na moda e em muitas outras profissões, não duvido que existisse igualmente, provavelmente em maior escala do que nos dias de hoje, em que os mecanismos de controlo e censura social estão bem mais aguçados, como se percebe dos recentes acontecimentos de denúncia e condenação social e penal dos prevaricadores. O que se passa, novamente, é que uma denúncia tem hoje um alcance global, através dos media e sobretudo das sufocantes e bigbrotherianas redes sociais. Não quero com isto menorizar a gravidade do bullying ou do assédio sexual (um só caso seria já demasiado gravoso para se calar), mas sim dizer que já antes existiam, embora muitas vezes ocultos sob o manto de um mundo menos global e aberto. Estes comportamentos desviantes devem ser combatidos, penalizados e primeiro que tudo prevenidos, aproveitando todos os mecanismos modernos e civilizacionais que o passar dos anos nos deram. Aprendamos com os erros do passado, utilizemos as ferramentas do presente, mas não façamos disto uma chinfrineira histriónica, como se o mundo de hoje fosse muito mais perigoso, obrigando-nos a trancar os filhos em redomas de cristal onde nem do sexo dos anjos se fala. Vejam lá isso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:15

Limpa que limpa e torna a limpar...

Terça-feira, 06.03.18

 

slb2.jpg

 

As más línguas são o cancro deste país, é o que vos digo! Então andam para aí a dizer que o braço direito do honestíssimo Presidente do Benfica andou para aí a subornar gente para ter acesso a informações em segredo de justiça sobre uns e-mails que o seu Presidente jura que são falsos, que não têm mal nenhum, que são uma cabala e o diabo a sete? Então mas isto faz algum sentido, queimar o nome e a instituição a subornar funcionários judiciais quando os e-mails são falsos, ou não têm nada de mal, ou foram ilegalmente obtidos? Epá, qualquer dia andam para aí a pulular as hashtags #tetradatreta e ainda substituem o #carregabenfica pelo #carregueirabenfica. Vejam lá isso, minha gente!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:51

O eterno retorno

Segunda-feira, 05.03.18

 

z_leitora.jpg

 

Amava despertar nos suaves aromas do café pela manhã, simples e a ferver. Depois disso, a perfeição coincidia com o som surdo das palavras a ecoar dentro de si. Se depois desse momento só seu ele a possuísse como só eles sabiam, o dia, o mês, a vida podia fechar para balanço. Não havia nada a desejar para lá disso. Só o eterno retorno.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 12:21

Créatures de rêve, Paris, 1952, por Robert Doisneau

Sexta-feira, 02.03.18

rob.jpg

   

Tiraram-lhe tudo, esvaziaram-lhe o sentido dos dias, só não lhe mataram as memórias e os sonhos que ainda se permitia. Estranhamente, os sonhos confundiam-se e perdiam-se nos suaves e quentes braços das nebulosas da memória. Os objetos oníricos que não lhe abandonavam o corpo, os sentidos e o espírito não partiam rumo ao futuro, tal a força com que se ancoravam no seu passado. Sonhar era regressar ao passado. Viver seria abdicar do passado?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:08

Paranoid Android - Radiohead

Quinta-feira, 01.03.18

 

 

É para isto que serve a wikipedia:

"Paranoid Android" é o segundo single do álbum de 1997 OK Computer, da banda britânica Radiohead. Foi lançado em 2 de fevereiro de 1997. O título é uma referência a Marvin, o Andróide Paranóide, uma personagem deprimida da obra de Douglas Adams The Hitchhiker's Guide to the Galaxy.

A canção foi gravada na mansão do século XV da actriz Jane Seymour, que Thom Yorke, vocalista da banda, pensava estar assombrada. Yorke referiu-se à canção como sendo sobre "as pessoas mais aborrecidas ao cimo da Terra" e "sobre caos". A música surgiu da aglutinação de três partes diferentes, originalmente planeadas como três canções distintas, e foi inspirada após uma cena ocorrida num bar em Los Angeles onde Thom Yorke se encontrava: numa atmosfera cheia de pessoas pretensiosas e falsas, uma mulher irrita-se após alguém despejar um copo de vinho no seu vestido. A reacção exagerada da mulher inspira a passagem "[…] squealing Gucci little piggy […]" ("porquinho berrador [num vestido] Gucci")."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por bolaseletras às 10:18

A vida como devíamos evitar que ela fosse

Quarta-feira, 28.02.18

413c5ed7-59fb-433e-b327-ce458bb42f3d (1).png

 

Começa com um ligeiro queixume, uma voz rouca e entristecida que se arrasta por alguns momentos do dia. As respostas invariavelmente acompanhadas por um suspiro, as conversas sem brilho, despidas de sorrisos. Em crescendo, os dias ganham uma tonalidade cinzenta. O hábito da crítica fácil, da desesperança, vai-se entranhando sub-repticiamente sob a pele, um processo indolor, uma discreta invasão tóxica do corpo e do espírito. O torpor da desistência ensombra qualquer luz na contemplação da vida, consome o amor por ela própria, a vida predadora de si mesma. Tudo começou num ligeiro queixume. Vejam lá isso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 08:54





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

pesquisar

Pesquisar no Blog