Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Naturalmente imperdível, num blog com fundo negro (não, não é um post it)

Segunda-feira, 13.04.15

fundo preto.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:51

Pausa para reflexão (e trabalho) au Luxembourg

Segunda-feira, 23.03.15

P_20150323_130406~2.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:43

40 - Para memória futura (e obrigado Tanaka!)

Domingo, 11.01.15

 40_2.jpg

Quarenta aninhos. Histórias, muitas histórias, travessuras infantis, loucuras juvenis, algum “ajuizamento” nos anos que dizem ser os da idade adulta. Não obstante, persiste a “despreocupada preocupação” em deixar que a jovialidade me acompanhe, que ajude mesmo a temperar o ramalhete da propalada maturidade. Amigos, muitos, alguns muito bons, outros bons, outros que apesar de estarem longe nunca abandonaram este cantinho do coração que os mantém na exclusividade da excelência dessa pedra preciosa que é a amizade incondicional. Inimigos poucos, mas de qualidade, para me manter alerta e não me deixar amolecer. Namoricos que bastem, desgostos que se esfumaram, alegrias que não esqueço. Ao cabo e ao resto tudo acaba por desembocar na família, a família que vem de trás, que ajudou a moldar o barro e que sempre me apoiou e acompanhou, a família que nasceu comigo e que espero me conduza até à última morada. O cheiro da erva molhada, os meus Olivais, o paraíso onde regresso nos meus quarenta anos, onde espero que os meus filhos venham a ser tão felizes como eu fui. Por último mas não em último, o Bolas e Letras, a casa da liberdade, da poesia, da suave transgressão, esta maravilhosa tasca onde exercito as meninges, o humor e onde tive a sorte de encontrar ainda mais amigos. Sou rapazinho para beber mais quarenta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:55

Ohohoh, 300.000 já cá cantam - Obrigado a todos!

Quinta-feira, 11.12.14

 bolaas.jpg

Quase sem me aperceber, o Bolas e Letras ultrapassou hoje as 300.000 visitas. Não estou grandemente inspirado para avançar com umas palavras grandiloquentes sobre o feito, até porque não sei se isto é assim grande feito. O que sei é que escrever livremente me ajuda a libertar o espírito, a exercitar as meninges e a aguçar o sentido crítico. A acrescer a esses benefícios vem o mais importante, as pessoas que o blog me deu o privilégio de conhecer, as suas ideias e opiniões que mesmo contrastando com as minhas me alargam o horizonte. Não esquecer também as moças refrescantes e resplandecentes, as raras mas inesquecíveis alegrias do meu sporting, os livros que me marcam a vida. Como não podia deixar de ser, são ainda por aqui efetuados regulares estados da nação que, sabe-se lá, poderão num futuro mais próximo ou longínquo servir de testemunho vital para a compreensão do que por aqui andámos a fazer. Enfim, gosto muito deste cantinho e, apesar da crescente falta de tempo, não me cansei ainda dele. Obrigado a todos o que aqui vêm, mais aos que vêm por bem e um bocadinho menos ao que terão outros intuitos, mas até a esses convém estar reconhecido, nem que seja porque me fazem mais forte. Beijos, abraços e um forte bem-haja, boa gente!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:24

Back to basics

Segunda-feira, 20.10.14

 biblioteca3[1].jpg

Num momento de dolce fare niente (os escassos minutos de sossego após encher a pança dos dois piratinhas cá de casa e de os convencer a fechar os olhos por umas santas horas), deixo que a nostalgia conduza à releitura de alguns posts distantes que por este cantinho fui plantando. Facilmente concluo que os melhores nasceram da arte de devorar bons livros e da inspiração com que os mesmos me brindaram. Tenho lido pouco nos últimos tempos, dedicado os escassos tempos livres a leituras demasiado sérias, às crises sistémicas, às epidemias físicas, sociais e morais dos tempos modernos, esquecendo os benefícios dos escritos que brotam da luz dos artistas das letras e do pensamento. Não estamos ainda naquela época em que se equacionam e prometem mudanças de vida e de rumo, mas hoje, reconhecido pelo que os livros me deram e inspiraram, sou capaz de jurar que aos livros sofregamente voltarei. Haja tempo, forças e sede de beleza.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:49

...da grossa

Quarta-feira, 24.09.14

 

Na vida de um blog e sobretudo do seu mentor, há sempre aquele dia em que a folha em branco se mantém em branco, naquele terror provocado pela falta de tempo, pela ausência de inspiração ou de posts em arquivo. Nesses casos, geralmente a solução para não deixar o blog em banho maria passa por colocar fotos de ninfas, umas piadolas, uns cartoons à maneira de “vamos lá encher o chouriço e isto até tem piada ou o bikini da moça até casa bem com o fundo do blog”. No entanto, assumo, o último post é próximo do lamentável, é coisa para reflectir e concluir “que bela merda de post”. As moçoilas têm sem dúvida um elevado calibre e uma generosa dose de graciosidade, mas a ligação com as tartarugas é forçada, infeliz, digna de um adolescente em busca da piada e da glória fácil. Assumo, fiz merda da grossa. E é neste ponto que eu quero tocar, na essencialidade de todos nós, em nossa casa, no nosso trabalho, sermos capazes de evitar as desculpas fáceis e a fuga à ocultação do sol com a peneira, repetindo, sempre que necessário, este libertador mantra: “Fiz merda da grossa”. O mundo seria um lugar bem melhor se alguns ministros assumissem que quando escolheram certos dirigentes ou braços direitos olharam mais para o cartão partidário ou para as relações pessoais, o que, naturalmente, só poderia ter um resultado prático: esse mesmo, merda da grossa. Isto aplica-se obviamente também a alguns dos melhores jogadores da bola ou aos treinadores destes que, ao invés de desviarem todas as atenções para o apito do árbitro que se manteve silencioso quando devia marcar aquele penalty mais do que evidente, esquecendo o remate para a bancada com a baliza escancarada, o 11 mal escalado, a substituição lamentável ou aquela entrada de carrinho assassina, deveriam simplesmente chutar a bola para a bancada e gritar ao vento: “Fiz merda da grossa!”. Acreditem, repitam o mantra, pode ser mais libertador do que o próprio acto físico em si. Experimentem lá: “Fiz merda da grossa”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:37

Tic tac, tic tac...

Terça-feira, 01.07.14

 

Tic tac, tic tac, tic tac, voraz, diabólico, em modo non stop. O esforço para alimentar o blog com temas de interesse razoável tem sido nos últimos tempos titânico, sobretudo devido à falta de tempo de qualidade para o fazer. Vejo comentários interessantes ou provocadores a que não consigo responder com a merecida análise crítica, vejo tudo a acontecer neste mundo em permanente mutação e não encontro forma, segundos, minutos para jorrar no blog a minha apreciação sobre todas as mundanidades e essencialidades da condição humana e da falta dela. Assim, dou prova de vida neste queixume tão lusitano, esperando que o meu mal não seja o de tanta gente que se queixa do mesmo mal: não há falta de tempo, há sim muita dificuldade em estabelecer prioridades.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:15

Por terras do Instagram

Terça-feira, 17.06.14

 

Esse fenómeno dos tempos modernos, as redes sociais, esse emaranhado de informação onde tanta gente e tanto primata vive hoje dependurado, não podia deixar de influenciar o Bolas e Letras. Se já aqui deixei pérolas encontradas por terras facebookianas (território privilegiado para plantar umas baboseiras e reflexões sobre as graças e os males da humanidade e do país, bem como para descobrir que uma não negligenciável porção dos nossos amigos tem gostos duvidosos ou opiniões %&$#E…) e pelo twitter, o Instagram tem passado incólume à osmose que se vai estabelecendo entre essas redes e este cantinho que se pretende mais sossegadito. Para que serve realmente o Instagram nunca o percebi muito bem, mas sei bem para o que o uso. Esta é a rede que mais convida ao dolce fare niente, ao relax, à mera contemplação com o cérebro em actividade zero. Com esse desiderato, no Instagram sigo contas que me permitem ver fotos de alguns amigos, de estrelas do futebol internacional, de malta que decidiu largar tudo para ir tirar fotografias aos mais recônditos recantos do mundo e de modelos, starletes ou candidatas a divas. Sim, este é o território da imagem sem conteúdo, da pura beleza ou da simples boçalidade. Como sempre, preocupado com o bem da humanidade, inicio aqui a série Instagram, com a qual espero servir de bússola para os caminhos da beleza, plantando em simultâneo alguns exemplares do que nos pode ajudar a ver o céu sempre azul. Não agradeçam, é também para isso que aqui ando.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:02

AS BOLAS E LETRAS SÃO TAMBÉM VOSSAS, MENINAS E SENHORAS!

Quinta-feira, 10.04.14

Inicia-se com este post uma importante e muito querida série que pretende combater estereótipos, ideias feitas, dogmas idiotas e preconceitos bacocos. Falo da convicção generalizada de que as mulheres tremendamente bonitas são obrigatoriamente acéfalas ou perto disso, como se houvesse uma incompatibilidade genética entre o cultivar da imagem (que tantas vezes nasce perto da perfeição sem necessitar de artificiais retoques) e o cultivar do espírito. Mas não é só esse preconceito que afecta as mulheres, existe também a convicção instalada numa sociedade que nunca deixou de ser machista - por mais que se diga que para aí se caminha - e que vê com arremedos de nojo ou ares de ridicularia a associação das mulheres ao desporto, às bolas, a tudo aquilo que rima com futebol e afins. Ou porque não percebem, ou porque atrapalham, ou porque neste barco não entre menina que dá azar. Para combater essas falácias próprias de espíritos tacanhos - infelizmente uma desgraçada maioria de espíritos que por aí anda - nada como começar com o anúncio que se segue:

 

É COM INUSITADO ORGULHO QUE ANUNCIAMOS, EM PRIMEIRÍSSIMA MÃO, QUE A ÚNICA, A INIGUALÁVEL, A INIMITÁVEL E ETERNA MARILYN MONROE, ADORAVA BOLAS COM A MESMA DEDICAÇÃO COM QUE ADORAVA LETRAS!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:09

Já estava na altura de o Bolas e Letras guardar um cantinho para cães e crianças fofinhas

Quinta-feira, 27.03.14

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:22





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog