Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sporting 1 - Benfica 0

Segunda-feira, 09.04.12

 

 

Ainda com a pulsação a alto ritmo, confesso que o discurso está um pouco desconexo. Com a idade o sofrimento não acalma, e hoje sobretudo porque como disse o grande Sá jogámos para ganhar por muitos mais. Porque quisémos muito mais e jogámos mais ainda, porque o Benfica foi incrivelmente mole para uma equipa que precisava de ganhar para aspirar ao título. Porque Izmailov foi um bombardeiro perseguido pelo azar mas de qualidade inatacável, porque Elias foi um relógio suiço sem imprecisões, porque Matias esteve em todo o lado a partir os rins a toda a gente, porque Wolfs só foi um icebergue no penaltie, tendo desperdiçado demasiados golos. Se não fosse o Artur, verdadeiramente decisivo, o Benfica teria perdido por falta de comparência. Cardoso e Rodrigo foram inexistentes, Javi Garcia estava fora de si e do jogo, Djaló continua a dar a impressão que a qualquer momento vai marcar mas nunca marca. Só precisamos de manter esta equipa e este treinador para sermos campeões para o ano, com um ou outro acerto no 11 (Polga e João Pereira à vida deles, um ponta de lança para espicaçar o Wolfs). Parabéns Sporting, parabéns rapazes e Sá! Ah, quanto aos vermelhuscos, boa sorte para a taça do pobres, contra a malta simpática de Barcelos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:41

Metalist 1 - Sporting 1 (UM SPORTING À SPORTING!)

Quinta-feira, 05.04.12

 

 

Há os treinadores que dizem à boca cheia que jogam sempre para ganhar, mesmo quando o empate chega, os que afirmam que jogam sempre ao ataque mesmo quando entram com um onze claramente de retranca. Depois há Sá Pinto - o nosso treinador diz que vai jogar para ganhar e ao ataque e entra em campo sem nenhum trinco de raíz e, tirando Schaars, com uma mão cheia de médios de características ofensivas. Há aqueles que afirmam que gostam de apostar na juventude e nos valores portugueses, mas que enxameiam a equipa de mercenários latino-americanos. Depois há Sá Pinto – o nosso treinador que entra num jogo decisivo com o miúdo André Martins a titular. Sofremos que nem cães, está-nos no código genético, mas fomos valorosos, crentes, suámos todos os poros do nosso corpo – fomos uma equipa. E tivemos um dos melhores guarda-redes da Europa a fazer milagres, tivemos um Wolfs mais frio que um iceberg, tivemos um André Martins que faz lembrar Moutinho mas para melhor. Fomos o Sporting e isto é o Sporting. PARABÉNS RAPAZES, OBRIGADO SÁ PINTO!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:32

U.Leiria 0 - Sporting 1

Domingo, 01.04.12

 

 

Vi apenas os últimos 25 minutos do Leiria-Sporting e pelo que vi há sobretudo que destacar os 3 pontos. Além disso, mais uma vez as palavras de Sá Pinto no final do jogo levam a crer estarmos perante um motivador nato. Falou para os habituais suplentes, que pôs a jogar, e ganhou com isso mais um punhado de jogadores, daqueles que naturalmente andam menos satisfeitos. Depois, o golo, a inteligência e ratice de Matias Fernandéz. Vieram-me memórias de um golo muito semelhante que marquei nuns quartos-de-final de um torneio de escola e que nos pôs nas meias. O guarda-redes coloca mal a barreira e a minha matreirice olivalense e a ponta da minha sapatilha Sanjo direita fizeram o resto. Algum comentador soube apontar que a responsabilidade do golo era do guarda-redes? Nada, esta malta percebe de tudo menos de futebol. Bom, parabéns ao Sporting e um forte abraço ao Dominguez, um dos jogadores mais divertidos e entusiasmantes que tive o prazer de ver jogar. Muita sorte para ti, Dominguez e…epá, vê lá isso, dá uma tesourada valente no esquilo que tens na cabeça que já não tens 18 aninhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:58

Olhar para o futuro (Sporting 1 - Feirense 0)

Sábado, 24.03.12

 

 

Nada como uma competição que já pouco interesse tem para o Sporting este ano, alidada a uma exibição sensaborona e a uma vitória pouco entusiasmante, para me pôr a pensar no Sporting do futuro. E para mim um Sporting forte e competitivo no próximo ano implica o seguinte: uma permanente atitude de busca da vitória sem concessões a facilitismos (sobretudo contra equipas teoricamente inferiores), a permanência de um treinador que deu uma nova mentalidade e motivação a um grupo abatido e a contratação de jogadores para as seguintes posições: um central de qualidade, rápido e experiente para assumir a titularidade ao lado de xandão/Onyewu; um ponta de lança que signifique golos para manter Wolfswinkel ligado à corrente durante toda a época. De resto, nas laterais defensivas estamos bem servidos, no meio campo não falta classe e qualidade, de extremos também não vamos mal, obrigado. É simples, é o momento de não inventar. Há que olhar para os erros básicos de gestão que foram cometidos esta época (treinador deixado só contra as críticas, comunicação social e adversários; estratégia patética para garantir respeito pelos órgãos de arbitragem; reforço medíocre da equipa em Janeiro) e partir para uma nova era, uma era à Sporting. Vamos a isto, chegou o momento!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:51

À beira de um AVC (Manchester City 3 - Sporting 2)

Quinta-feira, 15.03.12

 

Fotografia do site MaisFutebol

 

Não me lembro da última vez que o meu clube do coração me fez sofrer assim. E já sofri tanto, já chorei, já fiquei triste como as pedras, já maldisse o dia em que nasci como sportinguista dos sete costados. E estou aqui sozinho na cozinha a olhar para a televisão e só vejo o vazio, o Patrício a recusar-se na televisão a receber os louros do jornalista que lhe pedia para mostrar a mão salvadora. És grande, Rui, és o nosso novo Damas, mereces sê-lo. Passam-me mil imagens pela cabeça, o Izmailov a correr dez vezes mais do que o as pernas lhe deveriam permitir, o Matias a fazer magia do nada, o Polga, o Polga a provar que sempre foi um central do camandro mas andou a brincar connosco. O Pereirinha com mais tomates do que dez Joões Pereiras, o Xandão a engolir vedetas de milhões, o Insua a partir tudo, o Capel, ganda maluco o Capel, a correr a correr a correr, e o Wolfs a regressar ao estado de Iceman matador. Ufff, que jogo, que sofrimento. Todos vocês, rapazes, todos vocês merecem o nosso reconhecimento e merecem ficar na história deste clube enorme, deste clube que tanto amamos. Queria tanto abraçar-vos a todos agora como queria agredir à chapada os mafiosos atrasados mentais dos comentadores da SIC, que conseguiram recriminar o Matias por um penalty evidente e, entre outras patifarias mais, ainda tentaram inventar uma mão inexistente na grande área do Sporting. E a tristeza com que aqueles dois atrasados mentais acompanhavam o jogo enquanto o Sporting vencia, pata logo passarem a um entusiasmo indisfarçável quando o City ficou à beira da reviravolta. Gente desta mete-me nojo, mas não tanto nojo como o orgulho que sinto destes 14 heróis. E de ti, Sá, de ti que recriminei por teres sido escolhido porque tinhas agredido um ex-seleccionador e um ídolo como o Liedson. Só se perderam as que não lhes acertaste, SÁ, TU ÉS O MAIOR! OBRIGADO RAPAZES, VIVA O SPORTING!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:40

Uma Liga rasgadíssima e um saboroso engano (Sporting 5 - V. Guimarães 0)

Domingo, 11.03.12

  

 

Depois de um Porto sem atitude competitiva e desconfiado do seu mérito em afirmar-se como principal candidato ao título, hoje um Benfica com uma miserável atitude para quem tinha de fazer um jogo sem espinhas, cheio de ganas pela vitória. A sorte bafejou os vermelhos, mas fica uma pálida imagem de um candidato convicto ao título. Há quem diga que a razão da falta de atitude se deve ao facto dos jogadores já não poderem com Jorge Jesus. Se assim é, o problema não será correr com ele, mas sim substituí-lo. Noutro ângulo, o que jogou Melgarejo ao contrário do que fizeram os avançados benfiquistas espelha o patético do jogo do Benfica. Como muito bem tweetou o João Vale, para o ano o paraguaio está no Benfica e se fizer mais uma grande época o destino certo será o empréstimo ao Penarol. Enfim, se o campeonato for atribuído em função da consistência e atitude competitiva então o Braga será o justo campeão. Louve-se um campeonato renhido ao máximo, lamente-se a falta de competitividade e garra das nossas equipas de topo.

 

 

 Fotografias do site MaisFutebol 

 

Por Alvalade reencontra-se a passos largos a forma perdida algures nesta época. Procurou-se também, com assinalável sucesso, diga-se, o regresso de iceman Wolfswinkel. Para a tarefa, Sá Pinto terá dito a Matishow que tinha uma função em campo: não parar de fazer passes de morte até que o avançado holandês quebrasse a malapata. O homem agradeceu e facturou, esperemos que tenha acabado o mau olhado e a sua crise de confiança. Pela defesa as coisas vão ganhando estabilidade e consistência. Quanto a novidades temos um fantástico jogador a recuperar a confiança, Jéffren. Depois de tanto sofrimento dois golos esplendorosos, como que a dizer que o futebol também sabe ser justo com aqueles que o amam. Pelo meio preocupa-me Elias, um jogador que pareceu inicialmente uma mais valia e que agora deambula perdido num deserto de ideias, parecendo sempre que tem mais futebol nos pés do que aquele que nos deixa ver. Lá pela frente iceman melhorou, mas Capel, apesar do entusiasmo que põe em campo e das constantes intervenções aceleradoras no ritmo de jogo, precisa de demasiados lances para criar perigo real. Tem que ser mais eficaz e objectivo, o espanhol, o futebol moderno não se compadece com excesso de tiros de pólvora seca. Sá Pinto, contra as expectativas iniciais de muitos doutorados nas coisas da bola (onde imodestamente me incluo), vai levando o barco a bom porto. É tão bom estar enganado! Força rapazes, força Sá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:28

Alma leonina (Sporting 1 - Manchester City 0)

Quinta-feira, 08.03.12

 

 

Alma a transbordar, coragem, crença, confiança, espírito de equipa! Se o Benfica se superou face ao Zenit, o Sporting mais do que superar-se, transfigurou-se e assumiu-se como uma equipa completamente diferente do que tem mostrado este ano. Razões? Sem dúvida só podemos associar este novo estado de alma a Sá Pinto, a uma forma especial de viver o clube e o jogo, a um jeito diferente e inspirador de motivar os jogadores. Foi perfeita e limpinha, a vitória? Não, houve sorte, aquele punhado de fortuna que tanto nos tem abandonado em tempos recentes. O Manchester City não fez um jogo fenomenal mas teve oportunidades claras de golo, que Patrício ou a sorte conseguiram afastar das redes leoninas. Não há vencedores sem sorte, nunca há.

 

Destaques individuais? Podia falar de Matias, de Xandão, de todos eles. O melhor jogador foi a equipa, a solidariedade, a vontade de um emendar o erro do outro, o cordão de vontade e crença com que todos se uniram. Agora, como brilhantemente lembrou Sá Pinto no final, é jogar não só um jogo com esta vontade e união mas sim toda a época, contra os melhores do mundo e contra os mija na escada. Para terminar, João Pereira. Excelente jogo, péssima e irreflectida atitude no momento do amarelo. Em minha opinião é imperativo que no regulamento interno do clube existam punições exemplares para jogares que prejudicam a equipa e o clube por reclamarem com o árbitro. João Pereira é recorrente neste tipo de atitudes e isso tem que ser punido, a bem do clube e para correção do jogador. Ah, e se se confirmar que o jogador não sabia que um amarelo o impediria de jogar a segunda mão então não vale a pena punir ninguém. O amadorismo tomou conta da estrutura do nosso clube e nada há a fazer. A não ser sentir muita vergonha. Esquecendo este triste apontamento final, só há que gritar: PARABÉNS RAPAZES, FORÇA SPORTING!

 

 

Fotografias do site MaisFutebol

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:18

Como é possível? (Vitória de Setúbal 1 - Sporting 0)

Sábado, 03.03.12

 

 

Como é possível jogar-se toda uma primeira parte sem mexer nas peças, quando se via que a dinâmica da equipa não dava para matar uma mosca quanto mais marcar um golo? Como é possível que por mais patetices comprometedoras que faça Polga continue a ser visto como um esteio da defesa? Como é possível que Sá Pinto tenha feito por esvaziar o balão de motivação e bom futebol que Matias Fernandez carregava às costas? Como é possível que Izmailov tenha sido o único jogador do Sporting a jogar futebol de qualidade? Como é possível Ribas, como, onde fomos desencantar esta nódoa, este zero à esquerda??? Como é possível tudo isto, presidente Godinho? Como são possíveis aqueles primeiros 45 minutos, Sá? E como é possível que este árbitro de merda e muitos outros que apitam os nossos jogos tenham perdido de tal forma o respeito pela nossa história e pela verdade desportiva? Para respostas cabais é preciso gente que queira efetivamente mudar o rumo do clube, é preciso não ter medo de apurar responsabilidades, é essencial ter tomates. Vejam lá se os têm no sítio, porra!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:36

Sporting 1 - Rio Ave 0

Domingo, 26.02.12

 

 

Estava preparado para vir zurzir em algumas opções de Sá Pinto, nomeadamente no misterioso desaparecimento de Patrício dos convocados e na escolha do novel marcador oficial de livres: ele mesmo, Anderson Polga. Mas há pormenores que tudo mudam. As declarações de Sá Pinto no final do jogo foram de uma imensa sabedoria, explicando a ausência de Patrício como um prémio de descanso por tantos e tão bons jogos seguidos, aproveitando para reforçar a confiança na qualidade dos restantes guarda-redes do plantel. Todo este discurso foi imbuído de serenidade, confiança e abertura. Mais pontos positivos do jogo de hoje? Um Izmailov recuperado, um genial Izmailov como só deixou de ser devido às lesões, um Elias a 1000 à hora a transbordar confiança e uma equipa que recupera alguma da confiança da melhor fase desta época, mais solta e a trocar melhor a bola. Uma defesa que apesar de algumas fragilidades não sofre golos. Um Marcelo Boeck muito confiante e eficaz no que lhe foi pedido. Ah, e Carriço começa a perceber melhor a posição 6. Ah, e um dos livres de Polga ia dando golo!

 

Pontos menos famosos: onde anda Wolfs, porque não lhe cai a bola nos pés? Independentemente das equipas, do desenrolar do jogo, as substituições irão sempre passar pelas entradas de Pereirinha e André Santos? Começo a fartar-me realmente do João Pereira. Porquê? Porque se o futebol retirou o João Pereira do bairro da Boavista, infelizmente não conseguiu tirar o bairro da Boavista do João Pereira. Apesar de tudo, só posso desejar-te força Sá, transpiras confiança e estás a fazer os jogadores acreditar naquilo que pareces acreditar. Força rapazes!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:07

Sporting 1 - Paços de Ferreira 0

Domingo, 19.02.12

 

Foto do jornal "A Bola"

 

Gostava de vir aqui escrever que os novos ventos de Sá Pinto trouxeram um novo Sporting. Mas não, continuámos a jogar poucochinho, curtinho, mediocrezinho. Nota-se vontade mas falta confiança. E a falta dela entrava tudo: o fio de jogo, os passes, a clarividência, os golos. Temos bons jogadores? Sim, temos, mas que estão a render muito menos como equipa do que deviam. Porquê? Por uma série de intermináveis equívocos. Exemplos? Aqui ficam alguns:

  • Temos a mania das curas milagrosas. Pensamos que um ídolo do passado, no caso, o Sá Pinto, traria de volta vitórias estrondosas e o caminho para os títulos. Não, não chega a vontade de Sá Pinto. É preciso que ele saiba colocar os jogadores no lugar, criar uma dinâmica de jogo, contribuir assim para que os fantasmas saiam da cabeça dos rapazes e que o seu bom futebol invada o campo.

  • A eterna ideia dos adeptos de que o Sporting tem que jogar sempre à Barcelona. Dois passes para trás e mais um para o lado e é um coro de assobios na bancada. Em tempos de crise há que saber molhar a carcaça seca na malga de sopa e sobreviver assim. Não há caviar no teatro de guerra, senhores.

  • Uma equipa precisa de líderes no balneário como de pão para a boca. Claro que precisa, mas isso não deve ser motivo para passarmos 90 minutos com o credo na boca. Sim, estou a pensar no Polga.

  • Que o Izmailov joga bem tanto do lado direito como do esquerdo. Sim, claro, um tipo com aqueles pés joga bem até de olhos vendados. Mas porque é que não havemos deixá-lo ser genial em vez de apenas muito bom, colocando-o a n.º10?

  • Que a rotatividade na equipa é uma coisa boa. Sim, em certos casos acredito que sim, mas sou rapaz para excepcionar os casos em que, após termos recuperado um grande jogador, voltamos a sentá-lo no banco. Sim, estou a pensar no Matias Fernandez.

Bom, e infelizmente é isto. Sá, vê lá isso. Dá um abraço ao Polga e arranja-lhe um cobertor fofinho para ele pôr sobre os joelhos sentadinho no banco. Ah, e já agora, deixa de te armar em inovador e mete o Matishow a dar show.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:17





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog