Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Brazilian girls - just one of those things

Sábado, 26.06.10

Ainda no espírito do Mundial 2010 e na ressaca do confronto de irmãos, uma fabulosa música de Blossom Dearie. É fechar os olhos e imaginar dançar isto numa qualquer praia em festa do outro lado do oceano, rodeados de garotas de Ipanema. Just one of those things...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:00

O adeus à magia

Domingo, 20.06.10

 

 

Se os portugueses foram em tempos conhecidos como os brasileiros da Europa (epíteto que nos dias de hoje será demasiado generoso), os brasileiros, pelo que têm mostrado, podem sem favor ser apelidados dos germânicos da América do Sul. Tirando um verdadeiro fantasista ( Robinho), um ponta de lança com tanto de artista como de autêntico panzer (Luís Fabiano) e um Kaká com as baterias preocupantemente baixas, todo o restante Brasil é composto de atletas, de escrupulosos  cumpridores das esquadrias perfeitas de Dunga. A magia, essa, é cada vez mais uma miragem.

 

A Costa do Marfim, em pleno processo de expurgo das suas características do futebol africano, navega ainda nas águas da transição. Num punhado de meses Eriksson não conseguiu ainda, como se esperava, limpar as cabeças dos jogadores e incutir-lhes as obrigações de um futebol mecanicista. Os jogadores parecem ter duas forças dentro de si, a magia que puxa para um lado e a fria eficácia para o outro. O resultado é fraquinho, como fraquinha foi a ideia de colocar a jogar um Drogba visivelmente condicionado (Ok, concedo, ainda assim marcou um golo). Portugal terá dificuldades em ganhar a este Brasil, mas pontuar não me parece de todo impossível. Depois disto, não se admirem que meio mundo torça pela Argentina. Que é como quem diz, torça pelo futebol.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:17

Do sofrimento que a bola pode provocar

Domingo, 03.01.10

 

 

A sério, se gostam de futebol e dos efeitos que os momentos das grandes decisões podem provocar sobre o sofredor povo da bola, não percam este resumo sobre o decisivo jogo do Brasileirão de 2001: Flamengo-Vasco da Gama. Se geralmente a dor da derrota fulmina os frágeis corações dos adeptos, já quando falamos do desespero dos jornalistas que relatam os jogos, percebemos porque é o Brasil o coração do futebol. Outro título para este post poderia ser "Da ética jornalística pelas ruas da amargura". Disfrutem com o som bem alto e com as crianças fechadas no quarto.

 

p.s. - Obrigado pela dica, mancha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:47

O propalado maior clube português ou um clube de samba no continente errado?

Quarta-feira, 30.12.09

 

O E Pluribus Unum dos tempos modernos

 

Sinceramente, meus amigos benfiquistas: sentem orgulho de um clube que trai as suas raízes e princípios para ganhar a qualquer custo? Não sentem falta de dar uns jogadores à vossa selecção? Ou já se sentem brasileiros?

 

"Com a contratação de Airton, Alan Kardec e Éder Luís, o Benfica passou a ter mais brasileiros que portugueses, 12 contra nove. No início da temporada, ganhavam os portugueses, nove contra oito, mas o regresso antecipado de Fellipe Bastos do Belenenses "empatou" as contas. Agora, com o ingresso no clube da Luz de mais três jogadores de Terras de Vera Cruz, os portugueses (sem contar com os juniores que por vezes trabalham com o plantel principal) passam a estar em minoria.

 

"Pô, qui papagaio mais mixuruca!"

 

Recuando um pouco na história do clube e do futebol português, o Benfica foi mesmo o clube que lutou durante mais tempo contra o ingresso de jogadores estrangeiros no futebol português. Só mesmo em 1978, e com a alteração de estatutos, é que foi permitido que o clube da Luz pudesse recorrer ao mercado para contratar um futebolista que não português: foi Jorge Gomes o eleito, avançado que jogava no Boavista."

 

Ah, e isto sem contar com a restante armada sul-americana...

 

Ai és, és, e cada vez mais 

 

p.s. - Obrigado ao António Boronha (antonioboronha.blogspot.com/), sempre atento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:17

Confusões de adolescência - Bruna Lombardi e a outra ordinareca

Quarta-feira, 04.11.09

 

 

Quando era miúdo e devorava telenovelas brasileiras como quem devora pipocas num qualquer cinema Lusomundo numa qualquer mega superfície deste país, vivia absolutamente fascinado pela beleza das actrizes brasileiras. A Cláudia Raia, a Torloni, aquela a quem o marido dizia "Uh uh, Lulu, senta aqui", tantas, tantas outras. Sempre confundi a Maitê Proença com a Bruna Lombardi e vice-versa. Acho que tinha a ver com os nomes pouco vulgares, o primeiro na Maitê, o apelido na Bruna. Ou talvez a coloração capilar similar ou os olhos de gata igualmente fascinantes. Quiçá mesmo o ar inocente, mas, contudo, lascivamente oferecido, que as duas divas exibiam, também ajudasse à confusão.

  

 

Hoje, finalmente, deixei de as confundir. A Maitê invadiu-nos o ofendido imaginário lusitano, acabaram-se as trocas e baldrocas. Pronto (esta inolvidável reflexão merecia um "prontos"), era só para partilhar isto. Ficam as fotos da Bruna Lombardi para evitar confusões, que da Maitê já estamos nós fartos ("de saco cheio", como diria a Maitêzinha).

  

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:10

Pérolas da blogosfera - Declaração de amor ódio

Sexta-feira, 16.10.09

 

Mais uma vez, o Bruno Vieira Amaral (circodalama.blogs.sapo.pt/), recorrendo ao que só me ocorre chamar de uma bem doseada porção de bom senso nonsense, reduz à sua verdadeira dimensão um não acontecimento. Um não acontecimento é geralmente representado por um assomo de histeria colectiva, fenómeno que esta nossa terra, orfã de causas e prenha de chinfrineiras estéreis anseia em cada esquina de um país em permanente risco de ruína de ideias e de vazio de causas.

 

Maitê, vai à merda. Maitê, já foste uma deusa. Estás agora em crescente e irrevogável decadência física e, sobretudo, mental. O Bruno diz a coisa com mais piada. Mas acho que a ama mais do que odeia. Faz bem.

 

 

"Maitê, Mai-tê, luz da minha adolescência, concubina involuntária das minhas traições ocultas, Maitê, beija-flor, beija-menina, Mai-tê, duas sílabas quase nipónicas, perfumadas de oriente, a minha boca a reincidir nesse nome, a deleitar-se com ele, a namorá-lo, Maitê, confesso que guardei duas TV Guia em que o teu rosto inundava a capa de esplendor e não garanto que não tenha sobre elas derramado a flor branca do meu desespero em homenagem aos teus olhos, vem, Maitê, vamos cuspir nos monumentos (não venhas na Páscoa), na 1ª edição d’ Os Lusíadas, vamos dançar sobre o túmulo do Garrett, vamos rasgar as bandeiras (a da monarquia também), vamos desprestigiar os órgãos de soberania, não oiças os que te ofendem, os que se abaixo-assinam em petições de fúria provinciana, cospe neles, não peças desculpa, pára de dizer que o teu avô era português e que gostas da terrinha, isso é coisa de rainha carnavalesca, a sambar de sobretudo e gola alta, a atirar beijos de mão enluvada e lábios roxos de frio, os que te ofendem nunca te vão dar mais estatuto que o de actriz de novelas e puta, porque são putas todas as brasileiras (o que é, a meu ver, um elogio, porque nesta vida há que saber ser puta quando as circunstâncias o exigem), Maitê, eu até comprei o teu livro mas nunca o li (como o Neruda da música do Chico), e não me podes censurar, o que interessam as tuas palavras, a alma que possa haver na tua prosa, o prefácio do Sousa Tavares, quando é na capa que estão os teus olhos? 

 

  

 

Maitê, as mulheres deste país já não usam bigode e acredita-me quando te digo que terás contribuído para isso, mereces o meu agradecimento, os técnicos de informática são uns incompetentes, não tenhas dúvidas, os serviços de apoio ao cliente uma merda (quando vieres cá, hás-de reparar na quantidade de colunistas que vociferam contra as Netcabo e EDP e as meninas burras que os atendem), perdoa o despeito dos que te insultam, sabes, eles acham que tu não tens o direito de escarnecer dos nossos defeitos pois não tens a infelicidade de os partilhar (ninguém pode gozar com o Stephen Hawking a não ser o Stephen Hawking), Maitê, eu vou continuar a ouvir o Caetano (e Deus sabe o lixo que ele já falou sobre nós!), a ler o Rubem Fonseca, a amar os teus olhos, sou assim, burro, e vou continuar a admirar-te burra e eternamente."

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:09

Vão-se os dedos ficam os anéis

Sábado, 03.10.09

 

 

É da praxe. País com problemas socio-económicos que se preze tem as prioridades bem definidas. Primeiro a festança, o fogo de artifício e orgiásticas celebrações do que quer que seja, depois as maçadoras preocupações com os milhõezitos de excluídos logo serão debatidas, e, com sorte, alvo de alguma medidazita com efeitos práticos que se vejam. Não quero com isto dizer que pelo facto de um país ter problemas mais graves com que se preocupar, não haja direito à folia e ao empanturranço. Ainda assim, quer-me parecer que colocar a folia e o samba como projecto estratégico nacional vai deixar muito boa e pobre gente de fora.

 

Bom, mas como o que a malta gosta é de festa, fiquemos com as belas imagens daquele que dizem o povo mais feliz do mundo. Não havendo pão, haja vinho!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:48





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog