Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


As guerrinhas do alecrim e da manjerona de quem não sabe mais

Quarta-feira, 08.05.13

  

 

As guerras, físicas ou ideológicas, terão nascido, em tempos imemoriais, para alcançar um ou outro objectivo, mais ou menos louvável. Depois há aquelas guerras absurdas, que nascem da estupidez humana e que encontram terreno fértil na malícia ou no desconhecimento, por quem as cria, de para onde se deve caminhar. Este maldito anátema que lançaram sobre os funcionários públicos portugueses, essas árvores daninhas que lançaram as raízes para a dívida, para os milhares de quilómetros de alcatrão improdutivo, aqueles malandros que acharam que isso de utilizar o dinheiro europeu para reestruturar a economia, para apoiar e investir em empresas que produzissem bens transacionáveis eram meras balelas, esses sacanas que gizaram como estratégia de um país erigir novas e luxuriantes habitações para os seus concidadãos adquirirem com o dinheiro que os bancos pediam lá fora, esses salafrários que torraram o dinheiro que deveria ter servido para nos qualificar em acções de formação de fantochada, esta excomunhão que lançaram sobre os meus ombros e dos meus colegas servidores públicos é a marca de imagem de um país, de um governo, que não sabe para onde ir e que, por essa mesma razão só procura bodes expiatórios para queimar na fogueira da ignorância. Espero sinceramente que os filhos destes que nos odeiam nunca precisem de um educador de infância e de um professor do sector público, que um enfermeiro e um médico do SNS nunca lhes faça falta, que tenham sempre acesso a empresas privadas que lhes garantam a segurança sua e dos seus. Não quero com isto desprezar a importância de se reformar e racionalizar o estado e de lhe eliminar as já famosas gorduras (sou um acérrimo defensor disso), nunca defendi a manutenção de desigualdades ou privilégios injustificáveis face ao sector privado, quero apenas informar a nação que não é com ódio que se ganha a razão, não é com vinagre que se apanham moscas. Pronto, saiu-me de sopetão, já aliviei um pouco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:27

A pátria que os pariu

Sexta-feira, 07.09.12

 

 

A vitória no Luxemburgo? O regressado sorriso de Cristiano? Não, neste desgraçado país as distracções e os prazeres mundanos tendem a esbater-se na absurda austeridade, no Governo de chicos espertos que tiram com uma mão cheia para dar com a outra meio vazia, toma lá um subsidiozeco, dá cá uma contribuição acrescida para a segurança social. Somos governados por incompetentes que nem a mercearia da esquina saberiam gerir, a pátria que os pariu saberá mandá-los para onde o povo vai ruminando à boca cheia? E por falar em futebol: 2 cortes a 0 é inconstitucional, e 2 cortes a 1, não?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:36

A inveja não é nada bonita

Sexta-feira, 25.11.11

 

 

Caro funcionário público, quer trocar?

 

Acerca do artigo deste garoto armado aos cucos, gostava de deixar a seguinte declaração:

Se há alguém que tem inveja dos funcionários públicos e anseia por o ser faça como eu e muitos outros fizeram: concorra ao Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública do INA (CEAGP), que abre todos os anos e ao qual concorrem milhares de licenciados de fora da função pública, estude muito, use o cérebro e ganhe o maravilhoso prémio de entrar para a base da carreira técnica superior a ganhar 1000 euros. Não me venha é chatear a cabeça com a lengalenga do costume e ideias feitas próprias de gente ignorante e desonesta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:26

Erguei-vos, boa gente dos Olivais!

Sexta-feira, 28.10.11

 

 

O que é que eu penso das tesouradas que me vão dar nos subsídios de Natal e de férias dos próximos 2 anos e em metade deste ano? 

 

Resumidamente, para mim ou se despediam os 100.000 pior avaliados nos últimos anos, ou se cortava nos subsídios dos piores avaliados. O problema que estas medidas trouxeram é que com medidas cegas se acaba com a motivação de quem trabalha e produz, à custa de quem nos dá mau nome. O que falta neste país é meritocracia, é preciso ter coragem para a impor. Epá, espera lá, nada disso. Para se despedir quem trabalha mal na função pública, devia-se primeiro despedir a corja de funcionários e empresários do privado que ano após ano faz com que a maioria das empresas portuguesas apresentem prejuízo, sobrevivendo através dos subsídios estatais, da fuga ao fisco e da economia paralela. Como nada disso é também feito no privado, despedia o Governo e metia lá sei eu bem quem. Isto é, metia a mandar neste país mal frequentado a malta dos Olivais, que enquanto não se der ao trabalho de se juntar para governar esta tropa fandanga não saímos da lama. A bem da Nação!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:29

Que saudades da televisão a preto e branco

Quarta-feira, 26.10.11

 

 

A mensagem que acima se transmite é uma impossibilidade, um grito desesperado contra a maré que nos esmaga contra as rochas do soundbyte. Nos dias de hoje o que acontece é o que passa na televisão, as mortes que o povo em uníssono chora são as que têm direito a horário nobre, os crimes que nos atormentam e fecham em casa são os que “cheiraram” a audiência certa aos donos do canal que brilha no fundo da sala. As próprias decisões dos políticos são condicionadas pela notícia que abre o telejornal das 20h, quer seja a reprimenda aos rapazes mal comportados que recebem pensões vitalícias para juntar ao pecúlio auferido no privado, quer sejam compensações para apoiar os desgraçados que vivendo longe da terra precisam de um pé de meia extra, pouco interessando que tenham casa montada logo ao lado do palácio de S. Bento. Longe vão os tempos em que antes da notícia se anunciar nos ecrãs dos nossos lares já os senhores que nos governavam (que nos tempos que correm se dedicam a cortar-nos as asas, a marimbarem-se para o facto das suas decisõeszinhas irem ou não dar cabo de uma vida, de uma família ou de um punhado de sonhos), como dizia, longe vão os tempos em que esses senhores, percebendo a iniquidade ou imoralidade do privilégio que a lei lhes concedia, dele abdicavam voluntariamente. Longe vão os tempos da televisão sem cor e dos políticos com valor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:35

O efeito de uma mentira mil vezes repetida

Segunda-feira, 17.10.11

Cada vez é menor a vontade de manchar este blogue com questiúnculas políticas e com as aldrabices do costume. Mas não resisto a deixar aqui um exemplo que espelha bem que uma mentira mil vezes repetida facilmente passa a verdade inquestionável, sobretudo quando quem tem mais responsabilidades é quem promove esses patéticos equívocos. Leiam esta notícia e logo a seguir analisem o quadro infra, pode ser que percebam o porquê de cada vez mais procurar proteger este espaço de políticas e políticos que falam sem saber ou que, mesmo sabendo, falam na mesma para camuflar as suas injustificáveis opções. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:32

O confisco

Sexta-feira, 14.10.11

 

 

Agora mais a sério, sobre a provável sentença de inviabilidade económica que Passos ontem lançou sobre as costas de Portugal, recomendo vivamente a leitura deste clarividente e corajoso artigo de Luís Menezes Leitão. Algumas deixas para aguçar o apetite:

 

“(…) a situação atinge uma gravidade extrema, uma vez que o Governo demonstra não hesitar em confiscar os rendimentos a uma categoria de cidadãos, apenas para parecer bem aos credores internacionais”.

“Incumprir os compromissos estabelecidos com os seus funcionários para pagar dívidas resultantes de empréstimos é algo que não é autorizado por lei a nenhum devedor. Não se compreende por isso que tal seja autorizado ao Estado”.

“Não há atitude mais irracional do que a de repetir sempre as mesmas medidas, na esperança de que algum vez conduzam a um resultado diferente.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:25

Para quando cortar na pouca vergonha?

Domingo, 14.08.11

  

 

Câmara de Almada oferece presentes de luxo

 

É bom saber que passaremos a pagar mais electricidade e gás para financiar esta e muitas outras VERGONHAS!!! Para quando eliminarem a gordura ao invés de nos raparem até ao osso???

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:59

Das razões da decadência da administração pública

Quarta-feira, 03.08.11

 

 

O Estado somos nós mas é deles

 

Como funcionário público há 8 anos, não posso, infelizmente, discordar desta opinião. As excepções confirmam a regra que tende a destruir tudo o que de bom há na Administração Pública.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:30

A ordem das coisas

Sexta-feira, 29.07.11

 

 

Funções do Estado vão sofrer alterações profundas

 

Defende um amigo que o Ministro das Finanças esteve muito bem ao apresentar a ordem das coisas. Isto é, começou por anunciar que iria definir (neste caso redefinir) as funções do Estado, depois fixaria as funções a prosseguir a pelos diferentes níveis da Administração (Central, Local, Regional e Empresarial) e posteriormente estabelecer-se-ia a tipologia de estruturas organizacionais com as consequentes aprovações de leis orgânicas, etc., etc. Concordo em absoluto com a ordem das coisas, mas discordo completamente com a leitura bondosa que o meu amigo faz do anúncio ministerial. Isto é, começando pela definição das funções do Estado e consequentemente das respeitantes aos diferentes níveis da administração, diria que não me parece muito sério avançar com números sem ter feito ainda essa definição prévia. Fala o Senhor Ministro em cortes de 10%, mas o que fazer se os estudos permitirem concluir que o corte poderia e deveria ser de 20%? Abdica-se desses cortes e permite-se a continuação das gorduras indesejáveis? E se as conclusões forem no sentido de que para assegurar com um mínimo de qualidade funções essenciais/relevantes do Estado os cortes não poderão ir acima dos 5%? O povo, na sua infalível sabedoria, chama-lhe pôr a carroça à frente dos bois.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:38





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog