Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A flor desperdiçada da juventude?

Segunda-feira, 13.07.15

z_juventude.jpg

Passava os olhos por um qualquer blog desses armados ao sério e com profundas raízes na pseudo-intelectualidade das coisas que são tão mais simples do que aparentam, que acabei por me enredar num emaranhado de teias de letras pelo que, inevitavelmente, acabei a interrogar-me sobre a justeza de uma reflexão que por lá brotava. Queixava-se o autor do desperdício que é viver a juventude, fase da existência em que a força brutal inspirada pela fome de viver é tanta, mas tanta que se torna inglório não saber para e como direcionar tanta energia indomável. Isto faz todo o sentido quando mais tarde olhamos para trás e percebemos o que andámos a fazer com toda aquela tesão pela vida que nos consumia. Ainda assim, quero acreditar que se tivéssemos o discernimento e a maturidade para utilizarmos da melhor forma essa potência descontrolada, rapidamente nos tornaríamos em adultos felizes, depois realizados, depois estabilizados e, lenta e inelutavelmente, em adultos consumados e aborrecidos. Nem tudo o que parece é, nem tudo o que deveria ser é realmente o melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:46


4 comentários

De Teresa a 13.07.2015 às 12:10

Essa visão e "lucidez" só tem quem não está a viver o que analisa e sobre o que "sabe" ser "O" melhor

Eu explico:
Ninguém sabe melhor educar crianças do que quem não tem nenhuma...
Ninguém sabe melhor o que é melhor para a mulher do que um homem...
Ninguém sabe melhor do que uma mulher como os homens não poderiam nunca ter dores atrozes. Não têm tom*** para saber o que doi um pontapé nos ditos...
etc
etc
etc



Vivemos (n)uma necessidade de aconselhar, analisar tudo ad nauseum e oferecer a solução para os problemas. Dos outros.


Oiço pessoas a explicar como se resolvia o problema da Grécia e de toda a Europa - e com uma mão atrás das costas - quando o simples facto do gato mijar fora da caixa os deixa à beira de um ataque de nervos e completamente atarantados e panicados.


Tanto saber. Tanta gente pronta a ajudar e uma humanidade cada vez mais insatisfeita e assustada...


Live and Let Live!

De bolaseletras a 14.07.2015 às 14:50

"Quanto mais julgamos saber, menos sabemos".
"A assunção da ignorância é o caminho secreto para a sabedoria".

Se eu tivesse vivido há 100 anos e dito isto, ainda hoje falariam de mim;-).

De Teresa a 14.07.2015 às 14:55

Falariam decerto. Analisariam. Debateriam. E com pouca sore desenterravam-te para fazer testes a ver se serias mesmo tu . A imortalidade por Mérito é um perigo

Mas não gostavam tanto como nós gostamos de TI por assumires sempre e em tudo que "só sei que nada sei"

De bolaseletras a 15.07.2015 às 11:45

Obrigado pelas simpáticas e exageradas palavras, Teresa, mas eu sei ainda menos do que a minha ignorância confessa;-).

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog