Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A sombra

Terça-feira, 24.07.18

  

exploration.jpg

 Fotografia por Thomas Holm, "Exploration"

 

A vida passava sem se dar por ela, como um riacho contínuo, monótono, sem o rasgo das rochas escarpadas a cruzar-lhe o calmo e silencioso percurso. As descobertas há muito pertenciam a um passado longínquo, estava no meio da vida e a ausência de novas experiências, sobressaltos ou admiráveis imprevistos faziam-na sentir não haver mais para onde ir, que o caminho que restava se resumia a consecutivos e repetitivos círculos, que a sua vida era uma perfeita bola de cristal onde já nem o sexo dos anjos se discutia.

Foi então que, numa bela manhã de sol (não, foi numa manhã cinzenta e fria, mas não há histórias bonitas que comecem com manhãs cinzentas e frias) vislumbrou uma sombra de si e decidiu que queria conhecer melhor essa sombra, o que se escondia para lá de si e daquele mar morto de certezas e objetivos alcançados, queria cheirar os seus recantos não tão perfumados, desejava, agora sim, ardentemente, testar a dor, o prazer, a alegria que o seu corpo e a sua alma conseguiriam experienciar, ansiava conhecer-se muito para além do que se permitira até ao despertar daquela manhã, cinzenta e fria e, ainda assim, tão bela.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:18


6 comentários

De Teresa a 25.07.2018 às 12:02

hum, também me parecia que não podia ser uma manhã de sol.
A luz, o amarelo, o sol abre-nos para fora, para o outro (quanto mais não seja para nos perguntarmos "onde é que esta gente arranja estas roupas?" ).
A sombra, o cinza, o frio abre-nos para, e, dentro.
O sol expande as fronteiras e deixa demasiado espaço (livre).
O frio contrai e deixa-nos nesse cocoon onde nos encontramos, descobrimos, avaliamos... Sim, o frio é belo. Também o sol. Mas não tanto. Há muita dispersão e acabamos por não prestar atenção ao nós
Bem sei que gostas mais do Sol. Enjoy! Eu vivo à espera do frio...

De bolaseletras a 25.07.2018 às 17:13

Interessante analogia, Teresa. Ainda assim, creio que há quem goste do sol que goste de entrar em si, bem como há amantes do frio que só olham para os casacos de vison do vizinho;-). Depois, há quem viva no cinzento das manhãs frias mas belas.

De Teresa a 25.07.2018 às 17:56

Vison? Global Warming anyone?! Já nem sobretudo quanto mais vison

Eu não digo que quem goste de sol não gosta de entrar em si - se assim fosse tinha demasiada pena dessa pessoa para sequer comentar - mas durante o calor não há como, nem sequer sentes (tanto) essa necessidade...

Tive um Chefe - puto novo, brilhante - que mantinha a temperatura da sala sempre um gelo (para mim agradável, mas a expressão exagerada é daquelas pessoas que ao primeiro raio de sol vestem chinelas e a manga cava). Dizia ele que o calor pedia ronha e o frio incentivava a mente e o corpo a serem mais criativos. Nunca trabalhámos tanto, nem tão bem, nem tão felizes (mesmo os tapados até às orelhas). Sei lá se era dele. Se do nós então. Se da temperatura da sala

No fundo, e no final dos dias, é a sequência que torna o mundo - e nós próprios -equilibrados. Vespe, despe, sua, treme, gargalha, pensa, salta, pára...

De bolaseletras a 26.07.2018 às 11:40

Curioso....tenho um colega, também brilhante, que em qualquer altura do ano tem também sempre o AC a temperaturas do Pólo Norte. As minhas suspeitas de que o calor amolece o corpo e o espírito, bem como as meninges, começa a comprovar-se...vou só ali dar uns mergulhos umas 3 semanas, e derreter o cérebro com o sol e logo volto. 3 semanas de cérebro desligado não me parece grave;-)

De Teresa a 26.07.2018 às 12:02

Nada grave. 3 Semanas até me parece pronto para descansar uma Mente tão criativa bem afinada aos outros, outras e outras coisas

Boas Férias

De bolaseletras a 26.07.2018 às 14:41

Obrigado, votos recíprocos de boas férias e arrefecimento cerebral!;-)

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

pesquisar

Pesquisar no Blog