Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Alemanha 4 - Portugal 0

Segunda-feira, 16.06.14

 

Ponto prévio que volto a sublinhar sobre estas coisas da nossa equipa das quinas – sempre apoiei Paulo Bento e esta selecção, calei muitas críticas e opiniões divergentes porque acredito que selecção não se critica – apoia-se. Apesar de uma desilusão profunda e de bastante revolta, não vou, não posso deixar de apoiar a equipa nacional, isto apesar de achar que podíamos ter suado mais, corrido mais, jogado melhor, ter tido mais sangue frio e inteligência emocional. Ainda assim, há muita coisa que - não sei se agora mas mais tarde com certeza – deverá ser questionada a Paulo Bento e, sem rodeios, explicada por este. Fica aqui o meu contributo para jornalistas eventualmente tímidos ou adeptos do respeitinho é muito bonito e evita problemas (exemplares destes não têm faltado por aí, basta ver a flash interview pós-jogo de hoje e as questões colocadas ao seleccionador nacional). Vejamos as questões que urge esclarecer:

- Para que serviram os jogos de preparação pré-mundial? Porque se andaram a testar sistemas tácticos alternativos para jogarmos com o mesmo de sempre? Porque se andou a experimentar e a dar ritmo a Beto, Eduardo, William Carvalho, André Almeida, Ruben Amorim, Éder e Varela, para jogarem sempre os mesmos, mesmo que cansados, mesmo que sem ritmo, mesmo que recém-recuperados de lesões recentes? Se os jogos de preparação serviram para não se cansar mais quem já estava cansado para que serviram afinal? Para encher enchidos ou respeitar compromissos pré-assumidos? Não deveriam ter servido para confirmar que Varela é muito útil porque além de dar golos também defende melhor que Nani? Ou que Éder é muito mais rápido que qualquer outro dos dois pontas de lança e incomoda muito mais as defesas adversárias, entrosando igualmente bem com o resto da equipa? Ou ainda que o poder físico, a capacidade de passe e de ocupar espaços de William Carvalho não tem concorrente à altura no meio campo lusitano - mais que todos, este foi para mim o grande pecado de Paulo Bento no jogo de hoje, tenho muita pena que ande o mundo todo atrás do bom do William menos aquele que nos dava jeito que andasse.

  

Quero acreditar mas está difícil, meus amigos. Os EUA e o Gana não são certamente a Alemanha, mas hoje ficámos sem o nosso melhor central e o nosso único defesa esquerdo, o bom do Fábio que em condições normais seria peça de extrema importância. Para dificultar, há agora uma montanha de bloqueios anímicos e mentais a derrubar, há ainda um meio campo sem força, sem garra, sem condição física personificado por Moutinho (que se passa, João?), por um desgastado e quiçá em trajectória descendente da carreira Meireles e, sobretudo, por um Miguel Veloso que daqui a 10 anos ninguém recordará, porque nada do que ele faz é inesquecível. Paulo Bento sempre privilegiou o seu núcleo duro, os seus guerreiros, aqueles com que iniciou este percurso. Neste momento isso já não chega e ou o seleccionador percebe isso ou a malta ainda volta a tempo de ir aos festivais de Verão. Vê lá isso, Paulo, vejam lá isso, rapazes.

 

p.s. 1 – CR7? Nunca conseguirá fazer tudo sozinho, por melhor que seja. Sobretudo, hoje assustou-me a mim e provavelmente também a ele perceber que toda a equipa queria que ele resolvesse, passavam-lhe a bola mesmo quando havia outros melhor colocados, inclusivamente os que a passavam (vide passe errado de Coentrão para CR7 quando devia ter rematado para o golo). Esta atitude faz lembrar muito o que se vê por muitas empresas e serviços, em que os funcionários se encostam aos chefes, confiando que a responsabilidade é toda deles e adormecendo à sombra dessa confortável bananeira.

p.s. 2 – Pepe, novamente Pepe. Por mais que aprecie o jogador, por mais que perceba que nisto das coisas da bola o descontrolo emocional é mato, gostava, uma vez que fosse, de ver a disciplina exercida como forma de dar o exemplo, de mostrar a todos a responsabilidade que é envergar a bandeira das quinas no peito. De que falo? De enviar Pepe de volta para Portugal, explicando muito bem que este tipo de atitudes não podem ser aceitáveis e terão consequências. É disto que falo, sem contemplações.

p.s. 3 – Rui Patrício – nunca o achei um guarda-redes fenomenal mas sempre achei que quando está bem e confiante pode ser uma mais valia para qualquer equipa. Infelizmente, em demasiados jogos decisivos o Rui vê as suas capacidades prejudicadas por alguma fragilidade mental, por um défice de confiança que não casa bem com um guarda-redes decisivo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:48


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog