Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Barro

Domingo, 31.01.16

littlecoal_2015-12-05_15-24-47 (1).jpg

Dos maiores mistérios que a vida encerra destaca-se a incerteza da bússola que nos orienta. Hoje escolhemos um caminho, estamos certos de que é por aí que seguiremos. Amanhã, após uma fria noite de nevoeiro, a certeza estilhaça-se na inevitabilidade da nossa frágil condição humana. À medida que os anos avançam vou sendo mais condescendente com as contradições dos meus pares, com as piruetas das suas ontem irrevogáveis decisões. Somos branco hoje porque amanhã seremos negro, sorrimos pela manhã para de noite nos afogarmos em lágrimas. Quem jura que dessa água não beberá não se conhece verdadeiramente. Somos barro que ciclicamente se molda noutra forma, somos lava incandescente hoje líquida e amanhã incrustada na montanha das nossas incertezas. Saibamos viver com isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:53


3 comentários

De Teresa a 01.02.2016 às 11:38

Há um cântico na igreja - eu acho que deve "pertencer" a um determinado grupo já que não é daqueles que se usem frequentemente. É assim:

"Eu quero ser senhor amado,
Como um vaso nas mãos do oleiro
Quebre a minha vida e faça de novo
Eu quero ser, eu quero ser, um vaso novo

Como tu queres, senhor amado
Tu és o oleiro, e eu o vaso
Quebra a minha vida e faça de novo
Eu quero ser, eu quero ser, um vaso novo"


Na incerteza, ou antes na certeza de que somos barro mas à mercê de tanto e tudo há quem peça a Alguém maior que o molde, e o refaça... li o título do teu post e imediatamente a mente começou a trautear este cântico.

Hoje olho sem medo o caminho que me moldará... com música e fé isto "marcha" (MUITO) melhor

Abraço e Votos de uma Semana Simpática com Caminhos entusiasmantes,

Teresa

De bolaseletras a 01.02.2016 às 14:00

Belo cântico, sem dúvida. A questão está se ao passar por tantos novos moldes o barro não acaba por quebrar. Mas sim, não adianta ter medo, é ir cantando;-). Uma excelente semana!

António

De Teresa a 01.02.2016 às 16:55

Ainda vais fazer o Crisma e com nome no Quadro de Honra graças a mim

O barro não quebra.
(Não me obrigues a ir comprar uma porção e a levar aos "miúdos" para mostrarem ao Pai .)

O barro molda-se, inventa-se e reinventa-se as vezes que quiseres até que o deixas secar... e ainda assim demora a secar (a menos que (te) metas numa situação "too hot to handle" ...

O Senhor desta canção Sabe-o bem e quem n'Ele crê também.


O truque está em não assumires certezas e continuar a duvidar. Sempre. E à procura do que queres fazer. Do barro e de ti



O Pep resolveu arranjar um bloco de barro e fazer a experiência na Tua League

http://deportes.elpais.com/deportes/2015/12/26/actualidad/1451149799_824017.html

Vês? Se não paras, o caminho é eterno e o barro sempre fresco

Bolas, Pep (sem e desde que começou a bandeirada )! Isto tem tudo para correr menos bem... Mais um que chega ao Olimpo e resolve descer aos comuns para ver se ainda sabe ou se lembra do caminho

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog