Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



É Carnaval, ninguém leva a mal

Terça-feira, 04.03.14

 

Toda a estratégia que este governo tem seguido para “racionalizar” (na verdade, a isto chama-se racionar) a função pública é catastrófica. Tudo começou na incapacidade em definir o essencial: escolher/saber o que é que o Estado deve fazer, avaliar depois o que o Estado faz melhor ou pior para que o foco do serviço público incida nas atividades eficazmente desempenhadas. Depois, os cortes ao desbarato, atingindo da mesma forma os bons funcionários e aqueles que tão mau nome dão à função pública. Sempre afirmei que a função pública tem muito para corrigir, muito para reformar, muitas gorduras a eliminar. No entanto, sei bem, como o saberemos todos se formos honestos nessa análise, que no privado subsistem os mesmos ou piores vícios e irracionalidades que na área pública. Hoje, quando deixei os miúdos numa escola quase vazia, em que os restantes miúdos seriam filhos de funcionários públicos sem mais sítio onde os deixar, quando me deparei com estradas e bombas de gasolina desertas, senti pela primeira vez uma raiva surda e uma vontade de fazer como o senhor assessor de imprensa Zeca Mendonça: ter um momento de descontrolo, e depois, plácida e candidamente, pedir desculpas. Não, não era num pobre fotógrafo que iria dar um biqueiro, acreditem que não…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:14


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

pesquisar

Pesquisar no Blog