Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Fernando Santos

Sábado, 15.11.14

 santps.jpg

 

Esperei ter tempo, paciência e também por algum trabalho já apresentado, para me pronunciar sobre a escolha, os méritos ou os deméritos do novel seleccionador Fernando Santos. Quanto à escolha, digamos que a FPF apostou no politicamente correcto e na certeza ao invés do risco. Fernando Santos tem mais apoiantes que detractores no universo dos 3 grandes, pois treinou os 3, o que evita à partida obstáculos intransponíveis na sempre difícil gestão dos engulhos com os principais clubes lusos. Fernando não é um treinador particularmente entusiasmante no futebol que coloca as suas equipas a praticar, mas garante equipas coesas, defensivamente preparadas e tacticamente competentes. Pessoalmente, gosto do Fernando. É calmo e discreto, sem deixar de ter aquele ar de tipo porreiro que deve ser um bonacheirão à volta de uma mesa com boa comida, melhor bebida e fantásticos amigos. Gosta de jogar à sueca e de sorver o cigarro até à beata, pelo que não é certamente um mau exemplar do espécime lusitano.

E o que se tem visto do mister Fernando até aqui e, em particular, no jogo de ontem? Digamos que toda a gente esperava pela renovação de uma selecção longe dos seus melhores tempos, pelo que se Fernando Santos chamou algumas jovens novidades (Cédric, Rafael Guerreiro, André Gomes) não deixou também de o fazer amparado em alguns veteranos que com Paulo Bento tinham desertado ou sido afastados da selecção. Falo de Ricardo Carvalho, de Tiago, de Bosingwa e de Quaresma. Concordo com isto? Apenas em 25% dos 4 casos. Ricardo Carvalho, por mais que o adore e o considere o central mais elegante à face da terra, cometeu um erro grosseiro quando pensou que os seus interesses pessoais estavam acima da selecção. Não é novo, longe disso, pelo que a sua exclusão deveria ter servido de exemplo para os outros. Tiago quis abandonar a selecção quando não era titular, arrependeu-se no momento em que percebeu que podia ser útil – quanto a estes casos nunca perceberei nem aceitarei a opção de um jogador em não querer representar o seu país. Bosingwa desrespeitou um seleccionador em funções, isso devia ter sido suficiente…Quaresma, ao contrário dos restantes, nunca mostrou que fosse aquela maçã podre de que tanta gente falava, sentado no banco ou dentro das 4 linhas. Tem sido a muleta que faltava a Cristiano Ronaldo sempre que sai do banco, o que diz muito da dedicação do homem à causa. Porque é que Fernando Santos falhou 3 em 4? Muitos acharão que não falhou, que é legítima a sua opção de recuperar os 3 veteranos retornados. Sem dúvida que tem legitimidade para essa escolha, pelo simples facto que foi ele o escolhido para decidir. Não concordo mas não deixo de apoiar o mister Fernando e os 3 jogadores que referi. A selecção acima de tudo, força rapazes!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:25


10 comentários

De Teresa a 15.11.2014 às 22:50

Gosto. De ti, da tua opinião, e da tua forma de encerrar.



"Aquele" Abraço e Bom fim de semana,

Teresa

PS - esgota-se-nos o Talento, António , e com a baixa natalidade e a educação física a não contar para a nota, temo que caminhamos para o abismo...

De bolaseletras a 15.11.2014 às 23:26

Obrigado Teresa. Tudo há-de correr bem:-).
Aquele abraço!

De Francisco Oliveira a 16.11.2014 às 09:41

Grande António,
só tenho três palavrinhas: "obrigado" e "na mouche"! Grande post, tal como eu estava à espera - e se estava! - e só coloco alguma reserva quanto ao Senhor Engenheiro ser um belo exemplar deste povo que não se governa nem se deixa governar (e se calhar é esse um dos problemas da Seleção...), aqui neste jardim à beira-mar plantado (para continuar no registo super-fofinho), porque por muito porreiro que o senhor pareça ser, sendo conhecedor da sua costela beata eu fico logo de pé atrás - futebol e catequese, enfim, para mim não é uma grande mistura. Mas isso sou eu, claro que respeito quem pense o contrário, como já reparei que acontece aqui neste teu cantinho, que entre outras virtudes prima por um elevado espírito de tolerância já raro de encontrar noutros blogs (pois se até gente com fisga pode cá aparecer!). Ah, e também concordo em pleno com o que dizes do Ricardo Carvalho, que é mesmo de outra galáxia, mas...
Enfim, tenho uma fezada (não confundir com Fé!) que estes rapazes ainda nos vão dar algumas alegrias!
Grande abraço, bom domingo!
Chico

De bolaseletras a 16.11.2014 às 21:27

Ah, então é pela beatice que o homem não larga a beata;-). Não tenho assim grande fezada, mas apoiarei sempre. Obrigado e grande abraço!

De Teresa a 17.11.2014 às 10:19

Mesmo o que a Selecção está a precisar - de alguém com "acesso" a entes superiores e milagres

Espero mesmo que o homem seja Beato - se fosse Santo melhor seria - porque pelo que vi só "assim" vamos a algum lado

De Francisco Oliveira a 17.11.2014 às 12:21

Olá Teresa,
Concordo, pelo andar da carruagem só com um milagre lá vamos... São Ronaldo e seus Apóstolos nos valham, mais uma cunhazita que o Eusébio lá ponha a nosso favor, com a beatice de Fernando, o Santo a ajudar, e pode ser, pode ser que a coisa funcione... Tenho uma fezada, lá está, mas para cunhas junto do Divino não sou certamente a pessoa indicada! ;-)

De Teresa a 17.11.2014 às 20:17

Eu também não .
Mas MilagreS precisam-se. Não só para a Selecção mas para os Clubes o que, aliás, é uma das batalhas do António .

Não sei se passa (só) por formação de Academias de Clubes ou mesmo por um desígnio Nacional. Com jovens obesos, mais interessados em computadores do que jogos de bola nos ringues e a educação física a não "contar" para nota não auguro grande futuro. Ainda há, como lhe chama, São Ronaldo e é incontornável em cada pequenote a quem se dá uma bola o "shou o Ronaldo" mas "acabando" este quem?! Se calhar quando Futre arrumou as botas muitos pensavam assim também... sei que o Benfica se agarrou ao Eusébio como não se agarra à mãe pela mesma razão - enquanto ele fosse visto havia sempre a chama a arder mas a pessoa olha para a Selecção e em vez de renovação - embora compreenda que é perigoso nesta fase invenções drásticas - e não se vê um para levar a "tocha". Não só de conquistas mas de carisma e adoração. Futebolística, entenda-se.
Abraço,
Teresa

De Francisco Oliveira a 18.11.2014 às 10:25

Teresa,
os problemas são vários... primeiro, e por falar em carisma, estamos num país em que o Carlos Lopes teve de vender aspiradores porque estava desempregado, numa dada altura da sua vida. Depois, mesmo que a ed. física contasse para a nota, em muitas escolas quando chove não há aula, porque não há pavilhão. Juntem-se muita televisão, muito computador, muitas gomas, muitos pais a trabalhar aos fins de semana, à noite, derreados pela vida... Está muita coisa errada, estruturalmente errada. Junte-se também isto: às vezes vou a um café onde há uns folhetos a anunciar uma escolinha de futebol (por acaso ligada ao SCP) na zona, com grupos de "todas as fachas etárias" (sic), Se chutam tão bem como escrevem, vai lá vai...
Abraço, Chico

De Teresa a 18.11.2014 às 10:50

Mas o Carlos Lopes (mesmo assim) vendia aspiradores. Outros andavam na trolha e corriam ao fim do dia para competir ao fim de semana. Ou como dizia na semana passada a Aurora Cunha: “Uma vitória valia uma máquina de lavar…” Eu tive um primo que jogava nos juniores do Sporting e se mudou para o Benfica porque no Benfica davam lanche (há muito tempo, espero que todas as fachas já tenham direito a lanche)


O "problema" (entre aspas porque já não sei se é problema ou algo natural - ainda que lamentável) é que com as ""melhorias"" socio-económicas nada vale a pena a "chatice". "Por 500 € sair da cama? Só o passe são 50 €" (noutro contexto, ouvi uma rapariga dizer isto no Metro por causa de um emprego) . Fala dos paizinhos mas olhe que eles também têm culpa no cartório desanimando quando as academias não reconhecem que está ali o novo Messi...


Ainda acho que incentivar o gosto pela educação física - com professores vocacionados e habilitados e equipamentos de jeito (eu sou do tempo em que eras gorda mas tinhas de saltar o cavalo e fazer espaldares; hoje é corridas à volta do pavilhão e depois escolhem o que querem fazer (ou não)) - era meio caminho andado para colocar o bichinho nos miúdos. Desistindo/prescindindo de tudo é que não há como...

Abraço,
Teresa

De Francisco Oliveira a 18.11.2014 às 19:45

Eheh, ainda me lembro do "e tu, gordinho, vais para a baliza!" (não para mim, homessa!) - já não havia plintos nem cavalos com arções, na secundária em que andei, mas lá balizas tínhamos ! Abraço, Chico

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog