Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Message in a bottle

Terça-feira, 11.11.14

Message in a bottle.jpg

Queria soltar o grito que lhe apertava a garganta mas o som saía seco, quase morto, asfixiado pela vergonha de ter chegado a esse ponto. Pedir ajuda era como descer ao grau mínimo da condição humana, era assumir-se como não vencedor, um mero mortal sujeito às fragilidades dessa incómoda condição. No fundo da sua derrota estava uma fervilhante vontade de dizer a todos aqueles que ainda acreditava lhe queriam bem que precisava deles, de um abraço, de um empurrão, em suma, de ajuda. Estava preso em si, nos ensinamentos e ditames de uma sociedade que valorizava o sucesso e a capacidade de levar tudo à frente sem um braço em redor dos ombros, sem olhar para o lado, sem uma palavra de incentivo. Deixou o tempo passar, carcomido por dentro, enterrado na desesperança. Mais tarde, bem mais tarde, olhou em volta e sentiu-se finalmente acompanhado, integrado num grupo. Por todo o lado sentia aquela impotência, aquele silêncio desesperado, a ensurdecedora incapacidade de estender a mão, de verter uma lágrima, de clamar por um abraço ou uma palavra, um olhar que fosse.

Estas histórias imaginadas têm apenas um inconveniente – não há imaginação que não se sustente num pedaço de realidade. E a doença, muito mais do que a sua ausência, tem uma capacidade de multiplicação imparável, sobretudo se não controlada no momento devido. Be aware, be very aware.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:42


2 comentários

De Teresa a 12.11.2014 às 15:16

Eu diria "toda a imaginação se baseia em factos reais".
Já vividos, testemunhados, ou a viver e testemunhar.

Faz impressão pensar que esse silêncio, essa dor, pode ser tão profunda que uma pessoa, e mesmo ao lado, não perceba.

Quantos casos conhecemos de que se chegou a um extremo e toda a gente diz que nada faria prever?!

Será desatenção - durante alguns tempos estivemos tão embrenhados no nós e nas nossas coisas que não vimos? - ou será ingenuidade?

Faz impressão fazer este exercício... devemos fazer como o Harvey Specter (SUITS) sugere: "Being a lawyer is like being a doctor. You keep pressing it until it hurts, then you know where to look." ?? Substituindo "lawyer" por "amigo", "conhecido", "humano"?!

Food for thought

De bolaseletras a 14.11.2014 às 10:24

Eu acho que a velocidade alucinante que muitos de nós introduzimos nas nossas vidas nos torna cegos ou quase...a culpa será da sociedade atual, mas não deixamos de ser nós a deixar que a sociedade evolua nesse sentido. More food for thought...;-).

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog