Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



No canto, em busca da resposta, em busca da força

Sexta-feira, 04.12.15

  

Ramón Masats_Neutral corner.jpg

 "Neutral corner", fotografado por Ramón Masats

 

O que nos dá forças para continuar a lutar? O que nos impede de fechar os olhos e abraçar o conforto que é não lutar? Porque nos desafiamos até à exaustão, não tanto para vencer, mas sobretudo para, orgulhosamente, podermos afirmar a nossa não desistência? Que luz é essa que cintila ao fundo do túnel das nossas forças? A resposta está em cada um de nós. Conhecê-la é a nossa fonte da vida, a nossa bomba de abastecimento. Parar para pensar e conhecê-la a fundo, em todas as suas peculiaridades, ângulos e tonalidades. A resposta ao que nos motiva é a chave para nos levantarmos e continuarmos, continuarmos, continuarmos. Conhecê-la é conhecermo-nos. Parar para pensar. Parar para pensar. Parar para pensar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 07:24


6 comentários

De T. F. a 04.12.2015 às 08:35

Que andas a fazer na minha praia?!
Concordo contigo: conhecer o que nos move é conhecer-nos. Talvez descubramos até, quando lá chegarmos, que isto afinal não tem a ver com luta, esforço, orgulho e não-desistência, mas com não-resistência, fluxo, entrega, alegria, "fechar os olhos e abraçar"...
Lutamos demasiado... quem terá implantado na consciência humana esta idéia que a vida é feita em esforço e sofrimento?...
Talvez seja preciso encontrarmos alternativas à mente para "lá" chegarmos. Empoderámos demasiado essa senhora, ela agora acha que manda no pedaço. E, para mal dos nossos pecados, a maior parte do tempo manda mesmo!
Eu sugeria:
Parar para sentir. Parar para estar. Parar para ser.
Bom fim de semana!

De bolaseletras a 04.12.2015 às 11:17

Eu gosto de praias bem frequentadas;-).

Acho que dizemos a mesma coisa, com palavras diferentes, sendo que as palavras femininas são sempre bem mais interessantes que as de machos pouco sensíveis. Eu não sei se lutamos demasiado, acho que lutamos demasiado contra moinhos de vento e nos conformamos contra aquilo contra o que de facto valeria a pena lutar. Parar sim, para isso tudo e para redirecionar a mira;-).

Bom fim de semana!

De Teresa a 04.12.2015 às 10:31

Acho que estamos a parar demasiado. Vejo as pessoas muito numa de encolher ombros, parar para descansar ou esperar - não se percebe muito bem.
Mas penso que se chegámos a tantos "aqui" foi porque não se parou, não se encolheu ombros mas antes andou-se para a frente - ao jeito do saudoso João Pinto «Quando estávamos à beira do abismo, tomámos a decisão certa: demos um passo em frente» - e se erguerem ombros e à luta.
Também pode ser uma coisa sazonal. O que nos torna tão diferentes dos nossos irmãos Brasileiros mas também dos do Norte da Europa. Chegando o calorzinho logo arrebitaremos e não haverá quem nos pare.

"Aquele" Abraço,

Teresa


PS - detesto boxe. como pode algum ser humano sentir prazer em rasgar a carne e os ossos de outro ser?! e há quem pague para ver... chegando a esse ponto de desumanidade não há canto nem paragem que valha

De bolaseletras a 04.12.2015 às 11:19

É o que eu dizia acima Teresa, o problema não é tanto lutarmos de mais ou de menos, é mais lutarmos contra o que não interessa e deixarmo-nos estar, inertes e moles, não tendo a força e a coragem de enfrentar tudo aquilo que realmente vale a pena combater.

O boxe é a tourada dos homens. Somos animais selvagens com umas roupinhas a ocultar o pelo, as partes pudibundas e o espírito animalesco.

De T. F. a 04.12.2015 às 17:52

Desculpa, mas o boxe seria a tourada dos homens se na tourada fossem 2 touros a lutar um com o outro, por sua vontade. Não é o caso. (Até porque os animais não lutam "por desporto".)
O boxe, gostemos ou não, entendamos ou não, existe por livre escolha de todos os participantes. Não comparemos...

De bolaseletras a 04.12.2015 às 22:53

A comparação era no sentido que são ambos actos de selvajaria, embora no boxe o acto seja voluntário de ambas as partes, sem dúvida. Só não sei se isso não diz mais sobre os selvagens que somos do que quando falamos de tourada...

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog