Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O caminho para o fim

Sábado, 10.10.15

  

2.jpg

 Praça Maidan, por Paulo Nunes dos Santos

 

Estas duas fotografias sobre cenários de guerra na Ucrânia podiam ter como título, irónico mas certeiro, “A infantilidade da guerra”. Na primeira, vemos homens feitos crianças, para quem a guerra não deixa de ser uma brincadeira de infância agora transportada para o mundo dos adultos. O poster do herói que encima os guerreiros com ar gozão e relaxado, como se a sua decisão de aniquilar outros seres humanos mais não fosse que um capítulo de uma crónica de foliões, é a imagem de quem já perdeu a noção do que é ser humano, verdadeiramente humano, em tudo aquilo que se opõe à desumanidade da guerra.

Na imagem ao fundo, de uma creche transformada em armazém de morteiros, tudo se resume ao carrinho de bebé que já não passeia crianças mas apenas bonecos sem crianças. O caminho para o fim de tudo é aquele que começa por esquecer as crianças. Sem crianças podemos ser cruéis, esquecer a doçura original, ver nos outros inimigos a abater sem sequer pestanejar. Sem o choro das crianças todos os outros choros são suportáveis. Provavelmente, a patética infantilidade dos homens da primeira imagem mais não é que uma tosca compensação pelas crianças que quiseram esquecer.

 

1.jpg

Donetsk, Ucrânia, por Ross McDonell

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:51


3 comentários

De Teresa a 12.10.2015 às 11:09

Como será viver em guerra permanente?

É que nós não fazemos - não podemos fazer - ideia do que é não haver routina, não haver certezas, não haver vida nem esperança na reconstrução... por momentos pensei que a segunda imagem fosse uma daquelas fotos que de vez em quando aparecem nos media do ambiente abandonado em Chernobyl por exemplo. Não sendo resta pensar, e saber, que não há bomba atómica que faça tão mal e durante um tempo tão pernicioso como o homem

Ainda bem que há Throw para devolver, por breves momentos - enquanto não morrem ou matam - a tal infância que nunca devem ter tido.

Uma boa semana!

De Teresa a 12.10.2015 às 11:09

Queria dizer Thor

De bolaseletras a 13.10.2015 às 11:52

Eu acho que está mais que provado que uma das principais causas de termos maus adultos se deve à falta de infância ou a uma má vivência da mesma. De pequenino...

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog