Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O fantasma de Marine e a terrível chatice que é a realidade

Quarta-feira, 25.03.15

pen_2198173e.jpg

Enquanto faço tempo para apanhar o voo para o Luxemburgo, leio a muito falada entrevista de Marine Le Pen ao Expresso. Alguns dos argumentos anti-emigração que apresenta são, além de politicamente incorrectos, pouco menos que alicerçados numa lógica racional indesmentível. De facto, receber emigrantes num país com 6 milhões de desempregados é pouco menos que, como ela sublinha, dar de comer aos vizinhos do prédio enquanto os filhos passam fome. Deixo a entrevista na parte em que ela fala na especial relação com os esforçados portugueses e como estes abominam também o actual descontrolo da emigração em França. Sento-me no avião junto de um simpático e jovem casal português emigrado no Luxemburgo com a sua filha de 7 meses. Ele deve andar por pouco mais de 20 anos, vive nesta terra emprestada há 16 anos, mas não deixou de ir mostrar à família da terra (uma aldeia entre a Figueira da Foz e Leiria) a filha preciosa. Diz-me que vive bastante bem, que há uns anos os patrões imploravam para os portugueses ficarem, mas que agora não há mais empregos. Pede-me desculpa mas diz-me que está farto de andar a pagar casas e subsídios aos novos emigrantes, também portugueses, que chegam e não têm trabalho. O governo tem que fechar as portas, pede novamente desculpa enquanto o reafirma. Marine Le Pen a vencer brevemente umas eleições? Não duvido, basta não querermos enfrentar a realidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:56


4 comentários

De bolaseletras a 28.03.2015 às 13:31

Carlos,concordo, pelo que continuo a achar que o problema reside mais no problema do que na solução. O respeito pelo outro deveria ser o critério mínimo para se considerar um solução aceitável. Provavelmente, o problema está muito no facto de que quem decide as soluções só conhecer o lado fácil da vida...grande abraço.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog