Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Para onde vais tu, Europa?

Sexta-feira, 20.11.15

 

paris 4.jpg

 

Se os novos tempos que vivemos já eram complicados, quer em termos dos atuais equilíbrios geo-estratégicos e políticos entre as principais potências mundiais, quer em termos dos caminhos a seguir para enfrentar as consequências do terrorismo e da crise dos refugiados, com os atentados de Paris torna-se fácil soçobrarmos perante a torrente de informação e a multiplicidade de problemas e desafios que se colocam à humanidade e aos líderes mundiais. Bom senso, capacidade de síntese e focagem nos principais problemas a enfrentar, no presente e no futuro, são qualidades que assumem, hoje por hoje, uma importância inestimável. Como sempre, a Teresa de Sousa revela essas qualidades, conforme se pode depreender do artigo que ontem escreveu no “Público”. O link para o artigo deixo-o aqui. Nas linhas que se seguem organizo ainda mais as principais ideias explanadas no artigo, separando-as em duas caixinhas: problemas atuais e desafios futuros que a Europa enfrenta.

 

Os problemas que a Europa enfrenta hoje:

- “(…) já se sabia desde os atentados de Londres em 2005 que a maioria dos terroristas eram cidadãos europeus, da segunda ou terceira geração de imigrantes muçulmanos. Também se sabia que as acções dos “lobos solitários” rapidamente se poderiam transformar numa rede melhor organizada e mais directamente dependente do autoproclamado Estado Islâmico.”

- “O Daesh <<está a dar forma a uma política para expandir a sua influência, conquistar novos territórios, desestabilizar os seus vizinhos e exportar terror para os seus inimigos mais distantes>>.”

- “(…) a Europa deixou de conseguir exportar a democracia para passar a importar o caos.”

- “O pior é o efeito corrosivo do medo nas democracias europeias. E o medo é o pior inimigo da razão.”

 

Os decisivos desafios para o futuro a que a Europa terá de saber dar resposta:

- “Para lá das emoções que ainda estamos a viver, houve em Paris uma mudança de página. Ficar tudo na mesma deixou de ser opção. A resposta não pode ser apenas francesa, terá de ser europeia. Exige, de uma vez por todas, aos europeus que definam uma estratégia comum para sobreviver no mundo que os rodeia.”

- “Saber o que fazer não será fácil. Saber o que não fazer remete-nos para as consequências do 11 de Setembro.”

- “Qual é a prioridade? <<Acabar com Assad ou esmagar o Daesh>>, pergunta o antigo primeiro-ministro francês Alain Juppé, inclinando-se para a segunda opção. Infelizmente as coisas não são assim tão simples.”

- “Putin pode ser essencial na resposta à guerra na Síria mas a Europa e os EUA não lhe podem oferecer de mão beijada um regresso triunfal ao estatuto de grande potência.”

- “A Europa enfrenta um tremendo desafio que determinará provavelmente o seu futuro. O problema é se ainda vai encontrar forças para sobreviver unida num mundo do qual se esqueceu durante demasiado tempo.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 07:06


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog