Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Por aqui também somos Charlie

Quinta-feira, 08.01.15

 Charlie.jpg

Mais uma homenagem e uma manifestação de repulsa pelo assassinato dos jornalistas, civis e polícias na tragédia Charlie Hebdo, apesar de chover no molhado nunca é demais. Estes momentos têm pelo menos o condão de nos fazer pensar no valor da vida e no horror da violência e dos fundamentalismos, quaisquer que sejam as suas raízes. Em suma, é nos funerais que tantas vezes encontramos em nós aquilo que de mais humano temos, a compaixão pelos outros e o amor pela vida humana. Dito isto, gostaria ainda de dizer que antes de se fazer deste infeliz episódio a semente que nos lance numa guerra de religiões ou de civilizações, devemos todos estar conscientes que doidos varridos habilitados a causar desgraças quando na posse de uma arma sempre existiram, sempre existirão e, infelizmente, nunca conseguiremos extinguir da face da terra. Mais depressa se acabam os linces da Malcata do que estes animais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:51


2 comentários

De Teresa a 09.01.2015 às 10:41

Está tudo tão mal e tão errado que uma pessoa não sabe por onde começar... a chorar... ou disparar.
Falta de respeito. Mais do que falta ou excesso de religião.

Quem não professa uma religião, que não crê num Ser Superior em Quem se ampara nas suas fragilidades não entende a relação que quem crê tem com esses Seres.

Só assim se compreende que se coloque uma imagem d'Ele (quem quer que seja - no cartoon em baixo é o "meu") a ser sodomizado numa capa de revista. Isto não é liberdade quando os que agora se dizem "charlie" são os primeiros a invocar o lema: "a minha liberdade termina onde começa a do outro"

http://www.elplural.com/2015/01/07/las-provocadoras-portadas-de-charlie-hebdo-que-nunca-ha-distinguido-a-la-hora-de-elegir-victima-para-su-ironia/

O mundo - principalmente a Europa - está bem habituado. A "maltratar" uma religião a favor de todas as outras. E nada se passa. Continua(mos) a rezar por eles. Também. Outros não são, nunca foram, nunca serão, tão "elásticos".

Claro que metade deste bruá deve-se porque se atacou o 3º poder. Não tenhamos dúvidas. Afinal morreram tantos não jornalistas como jornalistas. A execução em directo do polícia - logo havia de ser muçulmano - é de uma brutalidade que por si bastava.

Não, não há respeito. Pelo outro. Não quando a próxima capa vai ser sobre eles. Os Cartonistas. Só. Pedem união por eles mas não se unem aos outros que voltam do funeral dos seus seres queridos.

Tudo tão errado como não se respeitar quem é tímido, quem é introvertido, quem não quer ser beijado todas as manhãs pelos colegas de escritório...

Respeito! Isso e o lema "Graça por Graça, uma vez basta!".

Se cada um respeitar a casa do outro isto corre bem melhor. É que nem é preciso - como alguns alegam - compreender. Não. Respeitar porque SIM!

RIP

De bolaseletras a 09.01.2015 às 23:48

Tudo se resume a esse adágio que devia ser suficiente: "a nossa liberdade termina onde começa a dos outros". Nem tenho vontade de dizer mais....

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog