Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Put yourself at stick!

Quarta-feira, 22.01.14

 

Se há destino a que um dia a evolução humana nos conduzirá é ao ponto em que as mulheres perceberão, em definitivo, que estão melhores sozinhas do que a aturar-nos. É crescente o número de mulheres que se afirma na sua individualidade, rindo-se negligentemente dos tempos em que o complemento masculino era um ingrediente imprescindível para uma vida completa e socialmente aceitável. Entregam-se à natureza, às coisas do espírito, à arte, às séries de televisão, entregam-se a tantas distrações ou focos mais elevados que tudo aquilo que nós mediocremente lhes proporcionamos. Ah, e tal, e o sexo, e o amor, e os filhos, elas não podem viver sem nós! Tolices, palermices de quem não olha à sua volta. Já se deram conta do manancial de brinquedos sexualmente prazeirosos e bem mais competentes do que nós que por aí andam à distância de um clic na Internet? Já perceberam que as mulheres são as mais recentes predadoras, que o one night stand é terreno cada vez mais feminino? O amor? Mas nós algumas vezes soubemos amá-las como realmente merecem? Os filhos? Há muitas mulheres que sabem não ter nascido para parir, aturar, educar e obter a sua felicidade das maravilhas que as crianças nos propiciam e vivem muito bem sem isso. Além disso, como se percebe, a adopção é cada vez mais uma palavra banal no léxico gramatical dos tempos que vivemos. Já compreenderam que se não mudamos elas é que se mudam? Ponham-se a pau, companheiros, a coisa não está para brincadeiras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:20


6 comentários

De semprescp a 23.01.2014 às 09:58

Inteligente, meu caro B&L... Post muito inteligente.... e verdadeiro!
Revejo-me em quase tudo! QUASE...
Bom conselho no final ;)

De bolaseletras a 24.01.2014 às 09:30

Muito obrigado;-). A fonte de inspiração são sempre, vocês, as mulheres que abrilhantam os nossos dias! Especialmente as leoas;-)

De Teresa a 24.01.2014 às 11:50

Bolas, tu conheces gente bem esquisita.
E perigosa.

Já que o que sugeres é aquilo que (en)caminha para o abismo.

Valha-nos as "outras".

Ou as "parecidas" com as que descreves mas com a cabeça bem resolvida e de preferência num corpo desses...

Já não é preciso ter-se "ancas de parideira" para se colocar no Mundo gente de valor. Já não é preciso esperar desmamar o bébé para voltar a ter "marido" e + nove meses de seca + o tempo de desmamar esse que daí veio.

A mulher - desde o princípio - foi a predadora. Qual a parte do Génesis não entendeste? Ou de "o que nasceu primeiro A galinhA ou o ovo?"

Que a adopção seja banal explica tanto. Quase tudo. Abres uma revista cor de rosa e ver o Mentes Criminosas sabe a Rua Sésamo .

Atina António e não digas disparates só para pores a foto de uma gaja boa no post.

As Bundchens, Limas e Belluccis desta vida também têm fotos dessas sem precisar (prescindindo, aliás) desses disparates . (mais logo deixo-te aqui uma brincadeira com as meninas do Mundial - essas não acreditaram nestes disparates e olha que o caminho é risonho, lindo e divertidíssimo - mesmo com marido feio (desculpa, mas o marido da adriana lima... olha que na lei da compensação aquele gajo ganhou o jackpot ahahaha)

Abraço,
T

De bolaseletras a 24.01.2014 às 17:39

Teresa, olha que isto não são disparates, é uma realidade bem viva. O mundo nem sempre é como gostávamos ou como o vemos, muito influenciada essa visão nossa vontade de o ver de determinada forma. Nada tenho contra as mulheres que pertencem e estimulam o habitual núcleo familiar, aliás, só a favor, como se perceberá;-). Mas a realidade é que as "famílias" como as conhecemos vão mudando, e para isso muito contribui uma nova e renovada emancipação de uma nova geração de mulheres (20´s, 30´s, 40´s). É mau? É bom? Não sei ainda, só sei que não é preto nem branco, por ora é cinzento, como quase tudo na vida. Bom fim de semana!

De Teresa a 25.01.2014 às 20:04

Sendo uma realidade que também conheço e até compreendo (Bolas, eu adoro a Angelina Jolie!) sei que o que sugeres como inevitável é que é o preto branco e um imenso cinza. Não aquilo que defendo, educo e pratico.

Eu casei muito nova. Se imponho/incentivo/sugiro sequer o mesmo aos meus? - e quando digo meus digo todos os jovens, e fui abençoada com uma "data" deles, que considero meus porque de mim levam algo e deixam-me sempre tanto.
Não!
De todo!
Acho que lutámos e aprendemos todos muito desde a bisavó teresa e o bisavô João para regredirmos e renegarmos os direitos, liberdades e garantias que hoje usufruimos todos.
O que te digo é que há um momento que temos de deixar de pensar que só a Angelina ou o Brad Pitt nos servem... que aquele que ressona ao lado ou que passeia pelo areal connosco em nada se parece ao romance ou livro que lemos, por isso lancemos pela janela.
Mas e se algo estava lá que valia a pena, mesmo que à primeira não se viu bem o que seria...?
Porque só assim há, haverá, cor, António. Não é justo dizer a uma criança a mãe não queria um pai mas também não queria envelhecer e não ter nada, por isso comprou uma seringa e tu nasceste.
Por muito romântico e pouco simpático te pareça o que digo não é justo.
É como pedires um empréstimo que não pretendes pagar... se calhar morres antes de estar pago... ou então sai o Euromilhões e pago logo isso (e olha que estes argumentos não os estioua inventar e já ouvi milhares de vezes). Investimento. Trust me que adoro romances e sou casada há 25 anos .

Agora a brincadeirinha que prometi ontem. Chamei-lhe Bolas, Letras e as Meninas que o Brasil quis mostrar ao Mundo:

http://fotos.sapo.pt/teresa_miranda/fotos/bolas-letras-meninas-brasil-quis-most/?uid=vKPmju7zUnIiWyHvknM1

Todas somos Limas e todos Markos e Rodrigos. Tu não ponhas medos nem complexos a nenhum dos lados que eles dão com o "sítio" e "tempo" certo. Acho que o que nos assusta é o tempo - parece fugir-nos. Mas pensa bem que as jeitosas que se vão sentar à tua mesa de Natal, quando já tiveres esquecido as Limas, se calhar ainda não nasceram. Imenso Tempo. Todo!

Bom fim de semana!

De bolaseletras a 25.01.2014 às 23:03

Obrigado pela brincadeira, Teresa, anima a alma e a vista;-). Hoje em dia fazem falta meninas, raparigas, mulheres que pensem como tu, que cultivem os teus valores. Eu não defendo a realidade que descrevi, mas também não o critico. Porque sei que há aí muito homem que não vale tantas mulheres que merecem tão mais. Bom fim de semana!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog