Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Rodriguinhos por terras helénicas

Segunda-feira, 26.01.15

rodri.jpg

O texto infra foi escrito por um acutilante e opinativo militar na reforma com que por acaso me cruzei no facebook. Incide nas excelentes exibições que o ponta de lança da RTP tem tido por terras helénicas e, felizmente, só vem confirmar a excelente decisão que há uns anos tomei de nunca ler livros escritos por pessoas que nasceram pivots televisivos e não escritores. Todos temos direito aos nossos preconceitos e, salvo melhor opinião, convenhamos que há preconceitos bem piores.

 

“Rodrigues dos Santos é funcionário da televisão pública portuguesa e foi à Grécia. Tem todo o direito de dizer que os gregos são (há milénios) uns tipos que se fazem coxos para receber subsídios, que não pagam impostos das piscinas, que têm um ministro da defesa preso porque os alemães o denunciaram como corrupto num processo de submarinos igual ao do ministro da defesa de Portugal (que está solto e se recomenda) e que nestas eleições há o perigo real de um partido de extrema radical (sic) ganhar as eleições aos partidos que ele chama moderados e que governaram a Grécia desde a IIGM (com uns intervalos de ditaduras militares). Rodrigues dos Santos pode dizer tudo de acordo com a sua cartilha e o seu caráter. Ele é apenas o Rodrigues dos Santos, um senhor em viagem pela Grécia para preparar o romance do próximo subsídio de Natal. Ele é tão livre de dizer os lugares comuns mais falhos de critica que a bela Maitê Proença que disse de nós, os portugueses, o mesmo que o Rodrigues dos Santos disse com o mesmo despropósito dos gregos. Estive sempre à espera de o ver escarrar como fez a atriz brasileira. É evidente que outro galo cantaria se Rodrigues dos Santos fosse jornalista, enviado por uma televisão publica que, queira-se ou não, representa os portugueses. Que fosse um jornalista que tivesse de respeitar um código deontológico e não um senhor de extrema radical que manda uns palpites e uns bitaites sobre um povo que, por acaso, é muito parecido connosco (talvez não tenhamos tantas piscinas cobertas) e que vive a mesma, ou pior situação, em boa parte causada pelos mesmos fatores e pelos mesmos atores". 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:30


8 comentários

De Teresa a 26.01.2015 às 18:16

Nem mais uma palavra.
Nem para parabenizar o brilhante autor de tão acutilante análise.
Abraço,
Teresa

De bolaseletras a 28.01.2015 às 21:54

Nem mais uma palavra a gastar com esse senhor...abraço.

De Francisco Oliveira a 26.01.2015 às 20:08

Imperdível, este texto e os outros, sobre este personagem, no mesmo blog.

http://malomil.blogspot.com/2014/11/rodrigues-dos-santos-sexualidade-das.html

É com muito orgulho que digo: nunca comprei e nunca li um único "livro" (sim, porque aquilo não são livros!!) dele!
Abraço,
Chico

De bolaseletras a 28.01.2015 às 21:57

Afinal, o homem é uma fonte de inspiração. Alguma coisa havia de ser. Abraço!

De Carlos Azevedo a 26.01.2015 às 22:35

Nada seria mais «extrema radical» do que ler um livro dele.
Grande abraço.

De bolaseletras a 28.01.2015 às 21:56

Bota radical nisso, Carlos;-). Grande abraço

De semprescp a 27.01.2015 às 15:37

E a comparação que ele fez com uns pinguins que viu na Antártida?????....priceless

De bolaseletras a 28.01.2015 às 21:58

São pérolas atrás de pérolas...

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog