Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Super preocupações

Quarta-feira, 24.06.15

 z_cap Am_por Martin Beck.jpg

Anda por aí uma torrente de textos, técnicos e menos técnicos, escritos por pediatras de renome a psicólogos de excelência, que nos falam dos inomináveis perigos e das terríveis consequências de colocarmos demasiada pressão sobre os ombros dos nossos petizes, da violência que é a excessiva preocupação parental com o sucesso académico e profissional vindouro dos seus diamantes. É verdade, a voracidade do que a sociedade nos pede pode ser asfixiante e de tanto querermos o melhor para os rebentos arriscamo-nos a rebentar com eles. E a culpa é só nossa e da sociedade? Então e os super-heróis modelares, perfeitos, irrepreensíveis que lhes são impostos na televisão, nos livros, no cinema, nos posters, nos bonecos com que os inundamos? Que tal se lhes fosse conhecido um defeito, umas fitas à hora de levantar, uma vergonhosa aversão por leguminosas e uma porção de medos profundos e receios injustificados? Que tal se essa malta cheia de super-poderes fosse mais de carne e osso e menos de ferro e Kryptonite, hum? Como tudo na vida, a receita pode até ser mais simples do que à partida parece. Vejam lá isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 12:32


3 comentários

De Teresa a 26.06.2015 às 16:23

Sim, há que abrandar a pressão.
A vida é um caminho não uma meta... e algures perdemos, enquanto pais e formadores, essa visão. Pertencemos já a gerações que foram pressionados para ser melhores, e mais exigentes e exigidos. Mas ainda há tempo... para isso e para eles compreenderem que os heróis não são, verdadeiramente, heróis mas "bonecos" criados à laia da cenoura

Se antes a Heidi e o Marco te faziam sentir um super herói por teres uma família feliz e unida.
Hoje os dons querem-se cada vez mais ambiguos mas também mais exigentes, aliados a um humor à prova de tudo e com um sex-appeal de... SUPER-herói.

Mas os miúdos topam aquilo que tu ainda não topaste. Eles não são memo supéherois . Tu é que és sempre que, mesmo com barriga, acertas a bola no fundo da baliza, num parque dos Olivais

Abraço,

Teresa

De bolaseletras a 29.06.2015 às 17:24

Os miúdos topam isso tudo, é verdade, Teresa, a pontaria para a baliza é que já foi a melhor;-). Obrigado por relembrares a Heidi e o Marco, those were the days...

De Teresa a 29.06.2015 às 22:27

Those were the days, indeed.
Confiavas que um amigo e um cão era bem melhor do que uma família grande e sempre presente e que o Marco havia mesmo de encontrar a Mãe
Passados 4 anos vês o filme "A Rapariga que roubava livros" (tens de ver! ou ler o livro que seria BEM MELHOR) e cada vez que o Senhor que recolhe a rapariga em casa sobe a escada para o sotão esperas o pior... acho que até ver esse filme, no ano passado, e sentir o que te descrevo, não tinha percebido o quanto de inocência me vem sendo roubada ano após ano. Growing Up Sucks
Abraço e não te preocupes com a pontaria. Eles sabem que tu não és O Ronaldo

Na sexta-feira houve greve de metro e como tal a penantes , ao passar à frente da montra principal da PT nas Picoas estavam dois miúdos da idade dos teus. Com aquela voz, inocência e saber dessas idades únicas. Dizia o mais pequeno para o irmão cujos 2 anos de diferença, se tanto, conferiam outra sabedoria "Mano, este quem é?". Responde o outro "Não sei. Deve ser o Ronaldo!" (sabes quem era? O RAP dos Gatos numa das personagens "atléticas" do novo Spot do MEO. Está de calções com um ar desportivo. O miúdo na sua inocência deve ter pensado que num cartaz daquele tamanho só podia ser o Ronaldo (os novos donos que abram os ouvidos a este vox populi Eles podem não saber bem quando é o CR7 mas sabem tão bem quando não é.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog