Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Histórias quadradas da bola redonda

Quarta-feira, 12.12.18

  

slb2.jpg

 

As histórias e historietas da bola que rola na relva, dos seus vergonhosos bastidores e do futebol português que a cada dia mais apodrece têm, felizmente, andado arredadas deste cantinho que se quer sério e honesto. Hoje, na sequência de uma “sã” e “amigável” troca de mensagens com amigos com má filiação clubística, foram tecidas diversas considerações sobre o estado da arte que, na possibilidade de um destes amanhãs eu poder já não estar entre vós, decidi partilhar com a humanidade em geral e com quem nada mais interessante tenha que fazer em particular. Fica aqui um relevante resumo das ilações retiradas e expressas por gente com alguns cursos, doutoramentos e experiência de vida e destas coisas da bola:

 

  1. Uma esmagadora maioria apoiou inicialmente Bruno de Carvalho. Posteriormente, vendo que o rumo seguido descambou por completo, abominaram o mesmo, defendendo, tal como mais de 70% dos sportinguistas, que o mesmo fosse corrido da presidência do Sporting.
  2. Do outro lado da segunda circular, parece existir um herói da gestão financeira e desportiva moderna, provavelmente embalado pelo famoso powerpoint em que a sua Direção explicava como dominar o futebol português “seduzindo” tudo e todos.
  3. Se de um lado da famosa circular lisboeta uns gostam de ter o clube limpo, mesmo que isso não lhes dê títulos, outros preferem ter o cofrinho recheado de taças e tacinhas, mesmo que para isso tenham que abdicar da honra, engolir sapos gigantescos e sabe-se lá mais o quê, tendo ainda que patrocinar gloriosas noites de núpcias à custa do seu pecúlio.
  4. Isto passa-se há mais de 10 anos e há quem ache que o problema deste país é a Justiça. Talvez seja…ou talvez nestes processos existam semelhanças de atitudes, posicionamentos e dignidades, mas parece-me a mim que existem sobretudo chocantes diferenças. Talvez seja por isso que uns vestem de verde e outros de vermelho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:23

Estado de alma

Sexta-feira, 15.06.18

  

lion.jpg

 

As coisas não estão fáceis para os corações leoninos. Já não me interessam os meandros jurídicos das assembleias, das destituições e das comissões, das providências cautelares e do diabo a sete. Neste momento procuro resolver em mim a desilusão, a tristeza, a raiva e sabe-se lá mais o quê provocados pela loucura desse furacão chamado Bruno. Depois, deixando o Bruno para trás, procuro perceber o que sinto sobre os jogadores que, não obstante serem profissionais e estarem no desempenho da sua atividade profissional - logo guiados por critérios profissionais – decidiram rescindir unilateralmente os seus contratos com o Sporting, para boa parte deles o clube que sempre disseram ser o do seu coração. Isto não é branco nem preto, eles não têm razão nem deixam de a ter, basicamente isto é tudo uma grande merda. Tentando resumir em pontos e contrapontos, resultado de uma conversa aberta e sofrida com dois amigos leões como eu:

 

  1. É por demais evidente que Bruno de Carvalho hostilizou os jogadores e, propositadamente ou não, acendeu para níveis insuportáveis as luzes vermelhas dos fracos cérebros dos adeptos mais irracionais, os barrabravas como lhes chamam na Argentina. Por outro lado, não consigo deixar de pensar que os jogadores deixaram-se manipular por empresários, que lhes acenaram com os milhões dos prémios de assinatura (não lhes falando, claro está, dos outros milhões que esses vampiros receberiam como comissões dessas assinaturas).
  2. Um clube é uma empresa? Um clube não é uma empresa apenas para quem nele não trabalha. Não há razão para que a paixão, a lealdade e a entrega de um profissional de futebol ou de uma empresa sejam distintas. Os adeptos não mudam de clube, os jogadores sim. Quem deveria ter lutado mais e não desistido deveriam ter sido os sócios e adeptos, os verdadeiros sportinguistas e não os jogadores, funcionários do clube. Por outro lado, no fundo de mim acredito que um clube não é uma empresa, daí as paixões que desperta. Um clube não é um presidente, é os treinadores, os mentores, os educadores de centenas de jovens atletas, nomeadamente do Gélson, do Rui, do William e do Rafael Leão. São os adeptos apaixonados que sempre os acarinharam, não são duas mãos cheias de energúmenos que os agrediram. Não consigo deixar de pensar que os jogadores se esqueceram de tudo isso demasiado facilmente. Gosto de acreditar que no lugar deles não teria desistido com esta leveza do clube da vida deles, das histórias de afectos, das pessoas que os fizeram crescer, que fizeram deles profissionais ricos e de sucesso.
  3. Em suma, oportunistas sempre houve e neste caso foram dadas demasiadas oportunidades por Bruno de Carvalho aos oportunistas. Por outro lado, estes rapazes desiludiram-me como homens. Um homem pode e deve resistir mais à adversidade do que eles o fizeram. O Bruno é o principal culpado, eles lutaram menos do que deviam. De um lado está a versão da empresa, dos deveres e direitos profissionais, do outro está a visão de um eterno romântico que sempre serei.

 

Para terminar, há quem esteja a torcer para que as coisas corram mal aos jogadores que rescindiram com o Sporting e que hoje representam a selecção nacional. A isso digo não: a selecção está acima de tudo, quero que todos os jogadores façam o jogo das suas vidas. Dói-me a alma, mas não mais do que amo o meu país! Ganhar malta!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:40

Rir para não chorar

Terça-feira, 12.06.18

 

bdc (2).jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:58

A história de (des)amor de Bruno

Sexta-feira, 01.06.18

 

bdc.jpg

 

Bruno amava tanto a namorada que, quando esta lhe comunicou que não dava mais, que já não o amava, que era o fim da sua relação, ele decidiu que se ela não era para ele também não era para mais ninguém. É esta a trágica história de muitas relações que sucumbem ao ódio e não sobrevivem ao amor, é esta a semente do mal de muitas histórias de violência doméstica que terminam em tragédia. Se nada fizermos a mulher amada por tantos milhões morre, o nosso Sporting esfuma-se nas mãos deste psicopata agarrado ao poder, a um salário, a uma fantasia infantil e alucinada que construiu no seu espírito. Vejam lá isso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:18

O que realmente importa

Quarta-feira, 16.05.18

 

bas.jpg

 

Não foi fácil explicar aos meus filhos as feridas na cabeça do seu herói, do nosso Bas Dost. Desde muito cedo este clube faz sofrer os que o amam. Não sei se por alguma idiossincrasia misteriosa, este é um clube que leva o amor dos seus tão perto da fronteira do sofrimento. Os meus filhos ficaram tristes mas perceberam quando lhes expliquei que isto é tudo o que o desporto não deve ser, que o mais importante é competir com desportivismo, dar sempre o nosso melhor, mas sem ser com o único objetivo de ganhar. Só um ganha, os outros perdem e devem com isso aprender mais do que os que ganham, é esse um dos ensinamentos basilares do espírito desportivo. Com isto dito, quero reafirmar o que há muito venho dizendo: Bruno de Carvalho está a mais, não serve, é nocivo para o Sporting e para o desporto, como o são a triste maioria dos dirigentes do nosso futebol. Infelizmente, o grau de loucura deste homem conduziu-nos a caminhos nunca vistos.

Domingo, no Jamor, temos que mostrar aos nossos jogadores que estamos com eles, que os acarinhamos, que temos vergonha deste acto bárbaro. Ao mesmo tempo, pacificamente, todos os adeptos leoninos que realmente amam o Sporting têm que pedir a plenos pulmões a saída deste triste presidente. A vitória? É o que menos importa. É o Sporting que está em causa e isso é tão mais importante que uma mão cheia de vitórias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:12

Pérolas que se descobrem no twiitter e naquele momento fazem todo o sentido

Quinta-feira, 19.04.18

 

IMG-20180419-WA0013.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:48

TIC TAC

Sexta-feira, 06.04.18

 fb.jpg

 

Parece que te estou a ver, Bruno. Refastelado na poltrona de boa e cara pele, verde, bem verde, verde guerra (what else?), a rodopiar o gelo afogado no cristal do copo bem preenchido com um refinado whisky de 15 anos, preparado para a guerra, com o coração aos pulos e os dedos nervosos, ansiosos pelas teclas que te esperam, para glorificares os teus rapazes ou para lhes espetares a faca por entre as costelas já de si doridas, enraivecido pela dor e pela desilusão, qual rapazola de 8 anos a quem não deixaram marcar o penalty no campo lá da escola. Os jogadores procuram estar descontraídos antes do jogo, vê-se o Coates sorrir de cara aberta, contrastando com um Griezmann sisudo e aparentemente concentradíssimo. Relaxa homem, parece que vais para o matadouro!

 

O jogo começa. Tic tac tic tac. Vinte e dois segundos. Vinte e dois segundos!!! Tempo suficiente para que o Seba, embevecido por estar a jogar num dos grandes palcos europeus, julgar que tem a categoria do Umtiti e fazer um passe transbordante de classe, a sair a jogar, infelizmente para os pés errados. Mas o nosso Coates é teso, e ainda assim tenta corrigir o erro atacando a bola passada pelo Diego Costa para o Koke. Ups, afinal foi cuequinha. O pobre Rui, lá sai supersónico a tentar encurtar o ângulo, mas o mal estava feito. Vinte e dois segundos! Este é para queimar, pensas tu para os teus botões, o culpado disto é ele, o Seba, o sacana!

 

O jogo prossegue (tic tac tic tac), o Sporting parece querer reagir, mais posse de bola e pormenores de classe. É então que o Gélson se isola e…falha um golo feito! Viras o terceiro copo de whisky e vociferas, “este gajo já só pensa em milhões, é para queimar”! O fim da primeira parte aproxima-se (tic tac tic tac), mas a coisa não acaba antes de mais uma fífia do Mathieu a isolar o velho Antoine que, recordado do milagre do nosso Rui na final do europeu, atira com toda a raiva e colocação para mal da tua vida, dos teus nervos, da tua falta de controlo, soltas mais um “pelintra deste velho francês mal parido e pior arruivado vai já de vela”!

 

Segunda parte (tic tac tic tac), meia dúzia de copos virados, já só reténs as defesas do Rui e um falhanço de bradar aos céus do Montero nos últimos segundos do jogo, “mais um gajo para correr, um que nunca devia ter voltado e que já não tem pernas para isto!”. Apito final, agarras-te ao laptop e soltas todo o fel naquela janelinha azul e brilhante, esqueceste os amigos, os assessores, os conselheiros, é aquele o teu muro das lamentações, é ali, batendo violentamente nas teclas que finalmente encontras a paz. Esbofeteias os teus, viras-lhes as costas, sacodes a água do capote. TIC TAC TIC TAC! És uma bomba relógio sempre prestes a explodir, Bruno. Vai, segue o teu caminho, o Sporting já não precisa de ti, fazes-lhe mal, Bruno. Creio que ontem todos os que amamos e sentimos o Sporting percebemos finalmente isso. Ou então estamos todos loucos e cegos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:32

Tanta beleza no mundo, Bruno

Segunda-feira, 19.02.18

 

Emily Ratajkowski.jpg

 

Beleza, tanta beleza no mundo e o Bruno só vê fealdade.

Não, não vou aprofundar a temática da paranóia do Bruno, do seu estado agravado de mania da perseguição. Por outro lado, porque nada é preto e branco mas porque vivemos num mundo cada vez mais cinzento, não deixa de ser verdade que os nossos jornais desportivos e os programas televisivos sobre bola estão contaminados pela voz do dono. O Sporting não é o Bruno, sou eu, os meus amigos com quem vejo a bola desde miúdos, as dezenas milhares de jovens a quem o sporting proporciona uma educação de valores e de desporto através da ginástica, da natação do atletismo, do Karaté, etc., etc., isto da bola é uma gota no oceano do maior clube português. Não quero saber o que o homem diz, quero saber da obra feita, tal como não quero saber se os meus escritores preferidos na vida real são uns crápulas desde que as suas obras de ficção sejam geniais. É incongruente, isto? Provavelmente, mas o que é a vida senão uma mão cheia de incongruências?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:22

Obrigado Rui!

Sexta-feira, 16.02.18

 

pat.jpg

 

Pensando no jogo de ontem em Astana, que espreitei a espaços, a fotografia que encima este post deveria ser a de Bruno Fernandes, provavelmente das maiores pérolas que temos o prazer de ver brilhar no Sporting dos últimos anos. Gélson também demonstra estar a recuperar a velha forma. Por outro lado, aqueles malabarismos de Acuna que antecederam o cruzamento para o golo do nosso menino fazem-nos ter esperança que o irmão gémeo do Acuna tenha definitivamente voltado para casa dos papás, e o verdadeiro Acuna tenha regressado de vez para o seio da família leonina. Apesar de todos estes irresistíveis ingredientes a imagem escolhida foi a de Rui Patrício, que ontem completou 30 anos. O Rui que vimos crescer na nossa equipa, que vimos falhar enquanto crescia mas nunca tendo falhado a aposta nele (isto é o Sporting), o Rui que adora o seu clube e que por isso nunca o trocou pelos milhões do estrangeiro. São jogadores como o Rui que nos fazem amar um clube e idolatrar um jogador, que se tornam referências para as crianças e os jovens, que lhes mostram que nesta vida pode-se trocar tudo menos o clube do coração. Obrigado Rui. 

Outra imagem que poderia ilustrar este post seria a de Bruno Carvalho a consolar Fábio Coentrão - outro sportinguista dos sete costados - a chorar no banco por ter tido uma exibição menos conseguida e com isso não ter ajudado como queria o seu clube do coração. Isto para dizer à nação, leonina e não só, que prefiro mil vezes um presidente desbocado que não hesita em cheirar a relva e partilhar o suor e as lágrimas do jogadores, do que um croqueteiro bem apessoado e melhor engravatado que não desgruda dos camarotes confortáveis e das lantejoulas ofuscantes das meninas que lhe estendem os croquetes em bandejas imaculadas. Vejam lá isso, minha gente!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:13

À beira do abismo, toca a dar um passo em frente

Quinta-feira, 08.02.18

 

jubas.jpg

 

Sobre este estafado tema de Bruno de Carvalho, esta incrível inclinação masoquista do universo leonino para transformar em sofrimento o que ontem era esperança, vou ser secamente sincero. Antes do ultimato do nosso presidente pós Assembleia Geral escrevi o texto de apoio que mais abaixo encontrarão. Depois do ultimato anti-democrático, de miúdo birrento que odeia que não gostem dele, tenho a dizer que ainda assim continuo a preferi-lo aos betos encroquetados estilo Madeira Rodrigues e afins, o que não invalida que preferisse que surgisse no firmamento um candidato sério, conhecedor do mundo da bola, ponderado e ambicioso. Enquanto tal não suceder, até porque infelizmente já percebi que neste mundo de futebol apodrecido e de dirigentes corruptos, suspeito que se calhar o Bruno é o mais conveniente para evitar a Belenização do Sporting. Tudo isto é estúpido, tudo isto é incongruente, mas o mundo da bola faz com que pessoas sérias e ponderadas passem num piscar de olhos a miúdos excitados e demasiado emotivos. Eu, pecador, me confesso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:45





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog