Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Para o sul!

Sexta-feira, 27.07.18

laetitia casta.jpg

 

Quando Jean-Paul Goude elaborou este cenário idílico, com recurso à ideia de calor abrasador emanado das formas e contornos de Laetitia Casta, sabia ser essencial introduzir um sinal de arrefecimento, que as gentes e os homens em particular não reagem bem aos verões excessivamente tórridos, sob pena de sofrerem alucinações dantescas ou de se entregarem aos efeitos sedativos das bebidas geladas ou das mulheres demasiadamente glaciares. Esta conversa toda só para dizer que parto hoje para terras mais quentes, mais a sul, onde espero apenas arrefecer as ideias, abrandar o ritmo, deixar que o sol lentamente me conduza à sensação de não mais aguentar o seu abraço ardente até que, vencido e convencido, me entregue mole e feliz nos braços salvíficos do mar azul e retemperador. Boas férias, minhas queridas amigas e diletos amigos. Carpe Diem!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:00

E depois do adeus

Sexta-feira, 13.04.18

  

5.jpg

 Fotografia por Ferdinando Scianna

 

Para onde vai o amor depois de morrer?

Com foi possível deixar de a amar?

 

Era feita de céu e de mar

tinha em si todos os cheiros da vida.

Da sua voz nasciam os sons da terra

embalados nos sonhos dos seres.

A sua morada era a das deusas

a origem do amor o seu ventre

era ela a mãe de todas as razões que conhecia para existir.

 

O que há, senão a morte, depois do amor fenecer?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:25

A cabana é fácil

Quinta-feira, 15.03.18

 

havana.jpg

 

Havana, 1994, Peter Ginter eterniza um casal que dança felicidade no hall de um hotel decrépito. O amor e uma cabana, meus senhores, o amor e uma cabana.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:07

Créatures de rêve, Paris, 1952, por Robert Doisneau

Sexta-feira, 02.03.18

rob.jpg

   

Tiraram-lhe tudo, esvaziaram-lhe o sentido dos dias, só não lhe mataram as memórias e os sonhos que ainda se permitia. Estranhamente, os sonhos confundiam-se e perdiam-se nos suaves e quentes braços das nebulosas da memória. Os objetos oníricos que não lhe abandonavam o corpo, os sentidos e o espírito não partiam rumo ao futuro, tal a força com que se ancoravam no seu passado. Sonhar era regressar ao passado. Viver seria abdicar do passado?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:08

Um pequeno passo para o homem, um grande passo para a felicidade

Quarta-feira, 21.02.18

 

Relentless curiosity_Girl in Metro. Tokyo_Ed van d

Relentless curiosity, Girl in Metro, Tokyo, por Ed van der Elsken 

 

Tanta gente que se faz desinteressada por este mundo fora, tantos olhares tímidos que lançam a dúvida sobre as intenções. Milhares de silhuetas que se cruzam, se entreolham, mas que preferem a segurança da abandonada solidão a dar um pequeno passo para o conhecimento do outro. Um ligeiro sorriso, uma palavra, um ténue baixar da guarda. Nada. A solidão indesejada dos dias de hoje é fruto do medo do desconhecido, da infantil vergonha e, crescentemente, de regras sociais entranhadas e das condutas politicamente corretas que nos últimos tempos têm enxameado as relações entre homens e mulheres. O piropo educado e sorridente é hoje um crime atroz, um sorriso aberto é uma porta escancarada para um processo de assédio. Não sei quando é que decidimos que isto de sermos humanos e termos instintos era uma das causas dos males do mundo, não sei em que momento fizemos dos nossos corpos imitações mecânicas do que outrora foram seres de carne e osso enterrando de vez a mecânica dos corpos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:50

Valentine´s day la la la

Quarta-feira, 14.02.18

 

6.jpg

Fotografias por Peter Turnley (em Paris, where else?)

 

Porque hoje é dia dos namorados, mas sobretudo porque o amor é quando uma mulher e um homem quiserem, coisa que deveriam querer todos os dias do ano, se souberem o que é bom e não tiverem receio nem preguiça de reivindicar a sua felicidade. Palavras leva-os o vento, sei-o bem, mas não custa escrevê-las, pode ser que uma alma distraída leve isto a peito. Assim sendo, já valeu a pena.

  

5.jpg

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:50

A mulher, pelos olhos de Christian Coigny

Quinta-feira, 07.12.17

 

Por entre os meandros do mundo virtual cruzei-me com a arte de Christian Coigny, um fotógrafo suíço que, pelo que fui debicando aqui e ali, é conhecido por ser um esteta da fotografia feminina, tal como Vermeer o era da arte de retratar as mulheres numa tela. O seu foco é retratar as mulheres com um profundo sentido de intimidade, mistério e delicado respeito. Os gestos simples das mulheres ganham pela sua lente uma complexidade elegante que permite beber ainda mais nitidamente a essência da sua beleza.

Pelos seus olhos, uma mulher a contemplar um vaso envolve-nos numa serenidade duradoura, as paisagens mais belas dissolvem-se e enriquecem a magia indefinida e viciante dos contornos femininos, um corpo reclinado na cama é um convite a uma morte feliz pois sabemos que poderia ser aquele o derradeiro momento da nossa existência.

 

20.jpg

 

21.jpg

 

22.jpg

 

23.png

 

24.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:14

A mulher, por Man Ray

Terça-feira, 19.09.17

 

Man Ray.jpg

 

O corpo feminino é assim, visto pela lente de Man Ray. Um vulto negro e belo banhado pelas intermitências da luz, a luz libertadora e reveladora. Segundo palavras suas, Man Ray procurava fotografar o que não desejava pintar, as coisas que já existiam. Ao invés, pintava o que não podia ser fotografado, o que provinha da imaginação ou dos sonhos, ou da deriva do inconsciente. A meu ver, está por provar que a beleza das mulheres não habite mais nos nossos sonhos ou inconsciente do que na realidade. Não me interpretem mal, apenas tenho dificuldade em aceitar que a realidade consiga abarcar tanta beleza.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:44

Putos ao pôr do sol

Quarta-feira, 09.08.17

IMG_20170807_212941_309.jpg

 

Correm que nem loucos como se os minutos pudessem ser os derradeiros, aquele jogo o decisivo, as escondidas a mais importante epopeia das suas vidas. Dou-lhes liberdade mas, não deixando de ser o pai relativamente galinha que a modernidade supostamente nos impõe, vou em busca deles. Encontro-os na duna junto à praia, posando para o pôr do sol. E as palavras acabam aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:06

Emma Hartvig - o presente inacabado

Quinta-feira, 27.07.17

 

10.jpg

 

O último post indiciava que o blog abrira a porta à enxurrada de fotos de mulheres perfeitas e idílicas imagens de Verão. Falso, este blog não é de fiar. O cérebro tanto se desliga como no segundo a seguir borbulha de ideias, sufocado por dúvidas e prenhe de soluções imperfeitas. A fotógrafa sueca Emma Hartvig descobriu com a sua câmara o que boa parte da humanidade demora toda uma vida a reconhecer: não há corpos nem histórias de amor perfeitas, todas as histórias permanecem incompletas, o presente é um inacabado ponto de interrogação, a solidão tanto se vive só como acompanhado.

 

11.jpg

 

12.jpg

 

13.jpg

 

14.jpg

 

15.jpg

 

16.jpg

 

17.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:08





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

pesquisar

Pesquisar no Blog