Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O templo de Sophia

Terça-feira, 22.05.18

 

b51ccc5d-1f90-403f-9668-2a260d1256fc.jpg

 

Está por desvendar o mistério das horas passadas pelas nossas deusas, pelas mais belas flores da criação, naquele cubículo desconfortável que para nós mais não é que um cubo frio e útil, que usamos por pura e distraída necessidade. Há quem ouse afirmar que as horas lá perdidas pelas mulheres o são por puros caprichos de vaidade, que aquele é o altar onde se entregam aos seus delírios da busca da perfeição. Eu, que tenho o privilégio de conhecer algumas dessas raras e doces flores, arrisco dizer que aquele é o único espaço onde elas podem ser elas, só elas, só para elas, sem as inúmeras solicitações daqueles que tanto esquecem o nada que são sem elas. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:58

Back to basics (não confundir com básicos)

Quinta-feira, 10.05.18

epic1.jpg

 

Tentara tudo. Gajos ricos, gajos giros de morrer, viajantes, jornalistas, reis da mediação imobiliária, fotógrafos, advogados, economistas, escritores, aventureiros, arqueólogos, até cromos da bola, percorrera todo o caminho em busca do Santo Graal. Os milhares de quilómetros que percorrera, as infindáveis histórias de engate que fingira engolir não lhe tinham devolvido o fruto desejado e proibido. O passado era passado, mas jamais o futuro chegaria lá perto, ao épico que fora.

 

epic2.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:56

86-60-86

Quarta-feira, 11.04.18

 

marilyn.jpg

Uma amiga linda e felizmente afastada das medidas supostamente perfeitas publicou esta foto por território facebookiano, acompanhada do bem lusitano “Pimbas! Vai buscar!”. Outro amigo, mais dado a outras artes circenses comentou “Pois claro. Cheirava bem? Isso nunca ninguém diz!”. Há momentos em que se pode amar o facebook.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:15

O trigo, o joio e um bom punhado de grãos de café

Sexta-feira, 23.03.18

 

qd precisamos de um café duplo.jpg

 

Há dias assim. O cansaço acumula-se, a energia soçobra perante a montanha de tarefas inacabadas, envoltas na desconfiança de que andamos a fazer muitas coisinhas mas nada de realmente importante. Não conseguimos separar o trigo do joio porque não nos damos, não nos dão, ou não fica bem tirar algum tempo para nos focarmos nas prioridades, no que vai ter impacto, no que tem potencial para mudar algo para melhor. Saia um café duplo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:24

Lake, Veronika Lake

Quarta-feira, 07.03.18

  

veronika lake.jpg

 

"Hollywood gives a young girl the aura of one giant, self-contained orgy farm, its inhabitants dedicated to crawling into every pair of pants they can find"

 

Em 1971 a diva Veronika Lake descrevia assim o clima que pairava sobre Hollywood. Depreendemos que por detrás da cortina destas palavras o assédio sexual fosse parte integrante dessa quinta orgiástica que Veronica descreve. Seria assim com o assédio sexual no mundo das artes, seria assim certamente com o fenómeno do bullying nas escolas. Há 30 anos atrás, era eu um jovem pré-adolescente, já o bullying existia nas escolas, nos grupos de miúdos que então brincavam à solta nas ruas dos Olivais, em todo o lado. Arrisco-me a dizer que esse triste mas real fenómeno era até mais intenso e gravoso do que nos dias de hoje, onde a propagação de imagens, histórias, notícias e afins tornam tudo bem mais próximo e grave. Quanto ao assédio sexual no cinema, na moda e em muitas outras profissões, não duvido que existisse igualmente, provavelmente em maior escala do que nos dias de hoje, em que os mecanismos de controlo e censura social estão bem mais aguçados, como se percebe dos recentes acontecimentos de denúncia e condenação social e penal dos prevaricadores. O que se passa, novamente, é que uma denúncia tem hoje um alcance global, através dos media e sobretudo das sufocantes e bigbrotherianas redes sociais. Não quero com isto menorizar a gravidade do bullying ou do assédio sexual (um só caso seria já demasiado gravoso para se calar), mas sim dizer que já antes existiam, embora muitas vezes ocultos sob o manto de um mundo menos global e aberto. Estes comportamentos desviantes devem ser combatidos, penalizados e primeiro que tudo prevenidos, aproveitando todos os mecanismos modernos e civilizacionais que o passar dos anos nos deram. Aprendamos com os erros do passado, utilizemos as ferramentas do presente, mas não façamos disto uma chinfrineira histriónica, como se o mundo de hoje fosse muito mais perigoso, obrigando-nos a trancar os filhos em redomas de cristal onde nem do sexo dos anjos se fala. Vejam lá isso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:15

Créatures de rêve, Paris, 1952, por Robert Doisneau

Sexta-feira, 02.03.18

rob.jpg

   

Tiraram-lhe tudo, esvaziaram-lhe o sentido dos dias, só não lhe mataram as memórias e os sonhos que ainda se permitia. Estranhamente, os sonhos confundiam-se e perdiam-se nos suaves e quentes braços das nebulosas da memória. Os objetos oníricos que não lhe abandonavam o corpo, os sentidos e o espírito não partiam rumo ao futuro, tal a força com que se ancoravam no seu passado. Sonhar era regressar ao passado. Viver seria abdicar do passado?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:08

Um pequeno passo para o homem, um grande passo para a felicidade

Quarta-feira, 21.02.18

 

Relentless curiosity_Girl in Metro. Tokyo_Ed van d

Relentless curiosity, Girl in Metro, Tokyo, por Ed van der Elsken 

 

Tanta gente que se faz desinteressada por este mundo fora, tantos olhares tímidos que lançam a dúvida sobre as intenções. Milhares de silhuetas que se cruzam, se entreolham, mas que preferem a segurança da abandonada solidão a dar um pequeno passo para o conhecimento do outro. Um ligeiro sorriso, uma palavra, um ténue baixar da guarda. Nada. A solidão indesejada dos dias de hoje é fruto do medo do desconhecido, da infantil vergonha e, crescentemente, de regras sociais entranhadas e das condutas politicamente corretas que nos últimos tempos têm enxameado as relações entre homens e mulheres. O piropo educado e sorridente é hoje um crime atroz, um sorriso aberto é uma porta escancarada para um processo de assédio. Não sei quando é que decidimos que isto de sermos humanos e termos instintos era uma das causas dos males do mundo, não sei em que momento fizemos dos nossos corpos imitações mecânicas do que outrora foram seres de carne e osso enterrando de vez a mecânica dos corpos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:50

Tanta beleza no mundo, Bruno

Segunda-feira, 19.02.18

 

Emily Ratajkowski.jpg

 

Beleza, tanta beleza no mundo e o Bruno só vê fealdade.

Não, não vou aprofundar a temática da paranóia do Bruno, do seu estado agravado de mania da perseguição. Por outro lado, porque nada é preto e branco mas porque vivemos num mundo cada vez mais cinzento, não deixa de ser verdade que os nossos jornais desportivos e os programas televisivos sobre bola estão contaminados pela voz do dono. O Sporting não é o Bruno, sou eu, os meus amigos com quem vejo a bola desde miúdos, as dezenas milhares de jovens a quem o sporting proporciona uma educação de valores e de desporto através da ginástica, da natação do atletismo, do Karaté, etc., etc., isto da bola é uma gota no oceano do maior clube português. Não quero saber o que o homem diz, quero saber da obra feita, tal como não quero saber se os meus escritores preferidos na vida real são uns crápulas desde que as suas obras de ficção sejam geniais. É incongruente, isto? Provavelmente, mas o que é a vida senão uma mão cheia de incongruências?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:22

A cor do mar quando as nuvens se dissipam

Quinta-feira, 25.01.18

   

Jakub Karwowski.jpg

Fotografia por Jakub Karwowski 

 

Quando tudo parece indistinto e sem sentido é quando tudo de repente muda, como se num flash a chuva recebesse, sem nada pedir, o doce abraço do sol, as nuvens por magia se dissipassem e revelassem um horizonte nítido, com obstáculos, mas ultrapassáveis, apenas caminhos sem fim para percorrer ou evitar. O que há momentos era negro e desesperançado é agora transparente e refrescante como a mais pura água do riacho que, suave e docilmente, a encaminha para um novo mar, um mar sem tormentas mortais, que aprendeu a respeitar, com todos os seus defeitos e perigos e que, reconhecido por isso, a respeita e acolhe em toda a sua imensidão. O mar sabe da sua desconfiança para com ele, mas sabe também que a sua boa temperança e sabedoria poderá ser o que lhe faltava para tornar as suas ondas mais dóceis, belas e navegáveis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:23

E porque hoje está sol, Chalize says hello!

Quarta-feira, 17.01.18

 

Charlize esta feliz.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:44





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

pesquisar

Pesquisar no Blog