Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Um calhau será sempre um calhau, em Londres ou na Amadora

Sexta-feira, 14.03.14

 “It’s difficult to be diplomatic when talking about Jorge Jesus as a man. ‘Prickly’ is probably the most suitable term we could use to describe the Portuguese. (...) Jesus should know better and, presuming his gesture was made in the heat of the moment, should have apologised to Sherwood instead of continuing with a verbal tirade. Indeed, Jesus’ own staff remonstrated with their boss after the incident, and he responded by shoving and bawling at them. Coming face-to-face with Sherwood though, he turned away. Wonder why that is?”

                                                           Extracto de texto publicado no Eurosport online

Como já alguém disse, repetindo uma verdade tantas vezes utilizada sobre outras personagens e outros bairros ou localidades do país que marcam a ferro em brasa a personalidade dos seus autóctones, é difícil não afirmar convictamente, após mais um rol de tropelias executadas por Jorge Jesus no mítico White Hart Lane que “podes tirar o Jesus da Amadora, mas não podes tirar a Amadora de dentro dele”. Mais difícil deve ser ainda para os benfiquistas viver com a terrível contradição que é vibrar com algum do futebol espectáculo que Jesus pôs a equipa a jogar nos últimos anos, sabendo que à frente dos destinos da equipa está um tipo arruaceiro, básico, mal educado, desonesto, mentiroso e, contra todos os ditames do que deveriam ser os valores desportivos, um tipo que despreza os adversários e que no momento da vitória só se lembra de que o adversário está ali para ser humilhado perante toda a sua suposta genialidade. Não deve ser fácil aos vermelhuscos explicar aos filhos que não se dão palmadas nas mãos de agentes da autoridade, que não se goza/humilha um colega de profissão quando se está por cima, que não se empurra colegas que tentam evitar que se faça mais uma vez figura de urso, que não se masca pastilha de boca aberta, que não se fala como um selvagem que toda a vida parece ter vivido debaixo de uma pedra. Ganhar não é tudo, não pode ser tudo. O Benfica não é isto, não pode ser isto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:59


1 comentário

De Zé da Fisga a 15.03.2014 às 09:45

Para mim e para a grande maioria benfiquista, não é nada difícil nem nos custa suportar o JJ, e muito pelo contrário!
Custa-nos incomparavelmente mais a todos nós, amantes do futebol neste país, suportar a vergonha de um dirigente arruaceiro, fomentador de conflictos, mentiroso e chorão como é o vosso presidente Bruno de Carvalho. A vós nao custa, mas lá está! Nenhum pobre tem nojo do seu saco.
Voce não sabe o que se passou, ou talvez saiba mas como verdadeiro sportinguista só vê para um lado, mas quem começou com a troca de palavras foi o Tim ao invadir o espaço de Jesus, e mais o que lhe terá dito que ninguém sabe o que foi.
Muito mais sem classe foi e é o Mourinho sempre metido em situações como essas, ou similares e é o maior. O Ronaldo veio a Portugal com o Manchester e mostrou o dedo aos portugueses e todos o consideram um grande português, orgulho da sua pátria. O dirigente máximo do futebol mundial ridicularizou o Ronaldo da maneira mais infame e todos o respeitam na mesma.
O que a vós vos doe é verem o exito de Jesus, a competência dele porque vocês sabem muito bem que com ele ao nosso leme nunca vocês serão campeões por mais que o mentiroso chorão do vosso presidente grite e esbraceje.
O que a nós nos orgulha e enche de alegria é ter o Jesus ao nosso leme, o que nos assegura êxitos nunca vistos.
Sabe o que lhe fica bem? Em vez de falar no Jesus, que nada de mais fez, preocupe-se com o seu presidente e o rídiculo que ele faz passar a toda a nação sportinguista.

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog